Elsa & Fred – Um Amor de Paixão

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

Numa situação cotidiana qualquer, um homem e uma mulher de personalidades completamente opostas se conhecem. O tempo passa, a convivência aumenta, surge o amor e suas vidas são mudadas. Com certeza você já viu essa história antes. Eu também. Assim de pronto me lembro de três filmes com essa fórmula básica: Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (Eternal Sunshine of the Spotless Mind, 2004), Ensina-me a Viver (Harold & Maude, 1972) e Nunca Te Vi, Sempre Te Amei (84 Charing Cross Road, 1987). Todos são ótimos e altamente recomendáveis. E Elsa & Fred – Um Amor de Paixão é mais um dessa lista.

O filme é de 2005 e ambientado em Madrid, numa produção espanhola e argentina. O mote eu já contei praticamente inteiro, mas isso não prejudica em nada o encanto do filme. O que conta realmente são os detalhes da história e os protagonistas, um com 78 anos de idade, outro com 77. Fred é hipocondríaco (“cagão”, como definiu Elsa em um dos melhores diálogos do filme), circunspecto, apagado e recentemente viúvo, enquanto Elsa é inconseqüente, intensa, jovial, aventureira e mentirosa. Apesar de não serem ímãs, a atração era inevitável.

A história é contada de uma maneira muito despretensiosa, simples e delicada. Mesmo havendo dramas subjacentes tudo é tratado com leveza e humor, e, pra mim, foi impossível não assistir à história com um sorriso contínuo. É tão bonito e otimista que, por mais que você não esteja na mesma sintonia, não há como resistir à ternura que inspira. É, portanto, daqueles filmes que te fazem sentir bem quando acabam, ao mesmo tempo em que te fazem avaliar uma porção de coisas da sua própria vida. Sim, porque ele também dá alguns recados significativos, independentemente da sua idade e sem cair na pieguice. O enfoque não está na maior proximidade que os personagens enfrentam do último suspiro ou chance, mas em como a vida pode melhorar a qualquer momento – bastando estar aberto a essas oportunidades.

Não vou contar mais pra não tirar as pequenas surpresas da história, não se preocupem. Apenas vou me ater a dizer que Elsa & Fred foi uma surpresa muito agradável, que tem o poder de melhorar o ânimo dos corações mais peludos. Vale a pena assistir e refletir a respeito, em qualquer etapa da vida que você esteja.

Ficha Técnica

Título: Elsa e Fred – Um amor de paixão (Elsa e Fred)
Diretor: Marcos Carnevale
Ano: 2005
Gênero: Comédia romântica
Duração: 105 minutos

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

Top #5: Filmes Biográficos

Johnny & June (Walk The Line, 2005) Johnny Cash e June Carter | Assista ao trailer Curiosidade: os próprios, Johnny Cash e June Carter, escolheram Joaquin Phoenix e Reese Whiterspoon para os papéis, mas ambos não chegaram a ver o filme concluído. Control (Control, 2007) Ian Curtis e o Joy Division | Assista ao trailer Curiosidade: o filme […]

Ler o post

Ela é a Poderosa

Lindsay Lohan é um furacão ambulante: por onde passa, deixa rastros de destruição. Seja cheirando cocaína nas festas mais badaladas de Hollywood ou chorando copiosamente em um dos muitos julgamentos que já enfrentou, a atriz parece nunca deixar de querer chamar a atenção de todo mundo. Comigo, isso já é caso ganho: sou completamente apaixonada […]

Ler o post

Entrevista: Pipoca Musical entrevista Cherry Kiss

O Pipoca Musical entrevistou a banda Cherry Kiss, formada apenas por garotas, tocando clássicos do hard rock e mostrando que rock também é coisa de mulherzinha! A banda é formada por Jessica Sinner (vocal), Franciele Mueller (guitarra solo), Gleica Reinert (guitarra base), Thiara Steinert (baixo) e Sabrina Varela (bateria) e toca um rock firme e […]

Ler o post

Em busca da perfeição com Cisne Negro

Cisne Negro é um filme de suspense magistralmente dirigido por Darren Aronofsky, que inicia com uma belíssima cena de balé, captando nossa atenção e nos preparando para um drama psicológico profundo. Nina (Natalie Portman) é uma garota que dedica todo o seu tempo e pensamento à atingir a perfeição no balé, uma atividade que herdou […]

Ler o post