Os melhores livros lidos em 2015 | TOP 10

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

Está no ar um dos vídeos mais esperados do ano ❤ Listei as 10 melhores leituras que fiz em 2015: tem fantasia, tem ficção científica e até livros de negócios. Espero que gostem! Também postei um vídeo com os melhores quadrinhos, viu? ❤

LIVROS MENCIONADOS:
Golem e o Gênio: Resenha | AmazonSubmarino
Smoke Gets in Your Eyes: Resenha em breve | Amazon
Eu, Robô: Resenha | AmazonSubmarino
Lição de Anatomia do Temível Dr. Louison: Resenha em breve | AmazonSubmarino
Criatividade S/A: Resenha | Amazon
O Humano Mais Humano: Resenha | AmazonSubmarino
O Fim da Eternidade: Resenha | AmazonSubmarino
A Mão Esquerda da Escuridão: Resenha em breve | AmazonSubmarino
Onde Cantam os Pássaros: Resenha em breve | AmazonSubmarino
Proibido: Resenha | AmazonSubmarino

Comente: qual foram as suas melhores leituras? <3

Deixe seu comentário

Comentários

Comentários do Facebook

10 comentários via blog

  1. Oi Raquel!!
    Não li nenhum desses livros, mas “Golem e o Gênio” está na minha lista de desejados, espero pode conhecer essa história em 2016. Meus favoritos de 2015 foram “Sangue Mágico” da Kate Daniels e “Beleza Perdida” da Amy Harmon =)
    Beijos… Elis Culceag * Arquivo Passional.

    1. Golem é maravilhoso, tomara que vc tenha a oportunidade de ler em breve :DDD <33 Beeijo e obrigada por compartilhar os seus favoritos tbm!

  2. Coral Fortunato comentou em

    Raquel!
    Adorei sua lista… Minha wishlist agora ganhou mais alguns títulos.
    Inspirada na sua postagem, fiz a minha lista de melhores do ano também:
    A menina submersa foi, sem dúvida, a melhor leitura de 2015. A escrita da caitlin me transportou diretamente para a mente da Imp, e acredito que essa foi uma das experiências de leitura mais interessantes da minha vida. Além desse, O livro do cemitério, (por que tinha que ter Gaiman), Eu, robô (que eu também amei do primeiro ao último conto e ainda estou pensando em como utilizar em sala de aula), Onde cantam os pássaros, Planeta dos macacos, Caixa de pássaros (que, literalmente, me deu pesadelos), Lugares Escuros, da Gillian Flynn (passei o livro todo imaginando mil finais diferentes pra descobrir que a autora pensou em um desfecho completamente diferente), O clube do livro do fim da vida, do Will Schwalbe (um livro lindo, delicado, sobre uma mulher que teve um vida incrível), Escuridão total sem estrelas (Por que King também é presença constante) e Orange is the ne black, Piper Kerman (que eu amei a análise que a Piper do livro faz das prisões e das mulheres – bem mais interessante que a da série! =P ).
    Estou aqui preparando a lista de melhores HQs já. E aguardando o vídeo! =***
    ps. desculpa o comentário enorme! Me empolguei. rsrsrs

    1. Oi queridaaa! Não tem que se desculpar por nada, ADORO COMENTÁRIOS ASSIM <3 Obrigada, de coração, por compartilhar sua lista comigo. A Menina Submersa é mesmo especial, não é? A Imp é sensacional, a Abalyn é d+ tbm (chorei na parte que ela comenta sobre a infância dela). E muito legal ver O Livro do Cemitério na lista. Esse livro não tem idade <3 :) E QUERO MUITO LER CAIXA DE PÁSSAROS SOCORRO, haehahehae. Vou ver se acho ele numa promo legal em janeiro. :)))) BEEEEEIJO!

  3. Clay comentou em

    Ahhhhhh que trabalho difícil listar os favoritos hauhauhuaha.
    Você se saiu muito bem *_* Quero ler “Criatividade S/A” vou ler a sua resenha..

  4. Fantástica lista – por coincidência, li esse ano também Eu, Robô e O Humano mais Humano; A Mão Esquerda da Escuridão li faz mais tempo e também fiquei fascinada. O Golem e o Gênio e Lição de Anatomia (que comprei na CCPX e consegui autógrafo) estão na estante para ano que vem.

    Da minha lista pessoal… Trigger Warning, que li no começo do ano, foi o número 1. Gaiman é meu fraco e eu quase pulei de felicidade quando descobri que Shadow estava de volta no último conto da antologia. Depois vem A Metafísica dos Tubos, da Amélie Nothomb, que é um romance curtinho, mas diferente e incrivelmente criativo.

    20.000 Léguas Submarinas foi uma releitura para o clube de livro do bolso (faço a mediação cá no Recife de um clube do livro sobre clássicos, nascido de um grupo de janeites) – a última vez que encontrei o Capitão Nemo, deve fazer uns dez ou quinze anos e voltar a mergulhar no mundo de Verne agora, especialmente para um debate como o que tivemos, foi um deleite.

    Sou viciada em História, e fã do Napoleão e do Duque de Wellington, de forma que fui atrás de ler Waterloo, do Bernard Cornwell, por curiosidade, e fiquei fascinada. Ele não apenas descreve os fatos históricos, mas nos dá os elementos humanos do conflito: há vários relatos pessoais de diários e cartas de soldados que lutaram na grande batalha.

    Pela primeira vez também, tive oportunidade de ler Ray Bradbury e fiquei apaixonada por Algo Sinistro Vem Por Aí. Perdido em Marte é outro que definitivamente entra para a lista, e John Le Carré e seu Espião que Saiu do Frio. Eu, Robô também – quando terminei de lê-lo fiquei me perguntando porque demorara tanto tempo para fazê-lo…

    Vou fechar com A Marquesa D’O… e outras estórias do Von Kleist, que foi um soco no estômago a cada conto lido e que terminei me lamentando de não ter descoberto esse tesouro na época em que estava na faculdade.

    1. Oieee! Poxa, que legal encontrar mais leitores de O Humano Mais Humano. Achei o livro genial <3 E espero que vc goste de Golem e Lição de Anatomia, os dois livros são fantásticos, cada um a seu modo.

      Agora, fiquei bem interessada no seu clube do livro, que demais! Eu tenho o Vórtice Fantástico, mas é voltado pra scifi e terror mesmo, embora existam clássicos maravilhosos nesses gêneros, com toda a certeza.

      Você leu muita coisa legal, gostei da sua lista :))) Obrigada por compartilhar, adorei :DDDD

      1. No meu caso do clube, ele nasceu a partir de um grupo de leitores de Jane Austen. Aqui no Brasil – como em várias partes do mundo – há sociedades de leitores dela (eu gostaria de achar uma de leitores de gaiman e Pratchett para me associar também…), com representações em vários estados e encontros nacionais.

        O clube começou porque um membro da sociedade americana vinha ao Brasil e a presidente da sociedade brasileira perguntou se havia alguém para recebê-la… fizemos nosso primeiro encontro em dezembro de 2009 e desde então nos reunimos de dois em dois meses para debater. Como Austen só escreveu seis romances, fomos ampliando o leque de opções.

        Assim já falamos de Drácula, de Poe, de Frankenstein, das irmãs Bronte e de Dickens, de Tolkien e Sherlock Holmes e Hercule Poirot… E por aí afora…

        Quando descobri o projeto do Vórtice Fantástico, e vi que não tinha ainda aqui no Recife, até pensei em me candidatar a trazer o clube pra cá. Mas ficaria pesado pra mim, contando outras responsabilidades, assumir mais um clube cujas reuniões fossem mensais. Pelo menos consegui convencer um amigo de Fortaleza a participar do clube de lá e ele sempre me manda boletins de como foram os encontros (e eu fico morrendo de inveja…).

        Torço para que 2016 o Vórtice apareça no Recife. É mais fácil ir como participante que como mediadora… É um projeto fantástico esse de vocês.

        Abraços!

        1. Que demais, parabéns pela iniciativa :) Assim mesmo que se faz. <3

          Beeeeijo, feliz ano novo!