Os Pinguins de Madagascar em uma aventura pra salvar sua fofura

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

pinguins madagascar filme 2014 poster

Os filmes de animação de maior sucesso sempre contam com personagens coadjuvantes super especiais para trazerem certa inteligência, acidez ou fofura ao roteiro. É fácil lembrar do Olaf, de Frozen, dos minions, de Meu Malvado Favorito, do esquilo, de A Era do Gelo e, claro, dos pinguins, de Madagascar. De vez em quando, spin-offs são lançados, ou eles viram protagonistas de seus filmes, como é o caso dos pinguins. :)

Os Pinguins de Madagascar mostra como os quatro pinguins se conheceram (em um momento breaking the law), e avança para o tempo atual, onde um polvo-vilão chamado Dave quer monstrificar (!?) todos os pinguins do planeta por serem criaturas tão fofas. O motivo é simples (meio fraco também, mas enfim): em todos os zoológicos em que Dave e os pinguins se encontraram, a atenção maior sempre foi dos barrigudinhos, fazendo com que ele fosse transferido de unidade constantemente por falta de apelo ao público. Para lidar com o vilão, o time de elite dos pinguins conta com a ajuda da agência Vento do Norte, liderada pelo Agente Secreto.

pinguins madagascar filme 2014, polvo dave

O drama da história está no pequeno Recruta, que sonha em ser “um membro valoroso para o time”, mas é sempre visto como um secretário fofo que faz caretas, e encontra um espaço nessa crise para mostrar seu valor para os companheiros.

O roteiro é repleto das piadas e maluquices que chamaram a atenção do público para os pinguins nos filmes originais de Madagascar, e até traz um personagem de Como Treinar o Seu Dragão para a história (um momento muito engraçado envolvendo uma ovelha). E eu morri de rir com a incapacidade do Capitão de gravar o nome do vilão Dave, e chamá-lo de Dennis, Dexter, Dario, TAMIRES (!!???) e outras versões.

pinguins madagascar filme 2014, north wind

O filme diverte, e é uma aposta segura da Dreamworks, que não trouxe nada de muito novo para a história. Ainda assim, tem uma moral bonitinha para as crianças e adolescentes (e adultos, convenhamos) que gostam de viver de aparências. A todo momento, algum personagem traz o tema à tona, e acho a discussão bem válida.

Ah, se você tiver a chance de ver o filme no idioma original, agarre. A dublagem de Benedict Cumberbatch e John Malkovich são um show à parte e fazem o ingresso valer mais a pena. ;)

Ficha Técnica

Título: Os Pinguins de Madagascar
Diretor: Eric Darnell, Simon J. Smith
Ano: 2014
Gênero: Animação
Duração: 92 minutos
Letterboxd: adicionar à lista

Comentar resposta para Anna Schermak Cancelar

Comentários

Comentários do Facebook

8 comentários via blog

  1. Thaís comentou em

    Você e seu eterno amor pelo Benedict! hahaha

    Quero muito ver o filme e esse esquadrão pinguinesco é uma fofura. O capitão é o meu favorito e só de você falar que ele confunde o nome do vilão, já comecei a rir! ahahaha

    Beijoxxxxx! <3

    1. HAHAHA, siiimmm, ele chama de Denis, Dexter, tudo que é nome, é muito engraçado. O Capitão é um ótimo personagem, e a dublagem dele (em inglês e português) é fantástica! Quanto ao Benedict, ficou massa porque ficou MUITO evidente o sotaque inglês e usaram várias piadas no roteiro, então combinou, sabe, hahaha. Espero que goste. <3

      Beeeeeijoxxxx!

  2. Eu acho meio dúbio tentar avaliar as animações mais infantis. Porque por mais que elas possam parecer meio forçadas, acaba que não faria sentido elas serem super complexas, como os próprios filmes do Madagascar, que não curto muito, mas acho que não sou o público alvo.

    O que acho legal dos pinguins, é que eles tem um certo tom sacana, que remete um pouco das animações antigas do Chuck Jones, Looney Toones e afins. Até porque vejo hoje em dia, ou que os desenhos são super surtados e meio sem noção, ou então muito coxinhas, é difícil achar um equilíbrio.

    Só me preocupo quando tentam empurrar demais dos personagens coadjuvantes. Os Minions, Scratch, e agora os pinguins, e etc. Certas vezes o charme de um coadjuvante é deixar o público querendo ver mais dele, mas não aparecer. E em muitos casos eles se destacam mais dos personagens principais.

    Mas enfim, to ranzinza demais aqui. Só aproveitando que é animação, uma que to esperando esse ano pra conferir é do Peanuts. Parece que vai ser bem bonita, e uma boa homenagem ao mestre Charles Schulz. :)

    1. Oi Nic,

      Hmmm, não foca na parte forçada, porque sim, é parte da brincadeira. Comentei justamente porque é o estilo de tudo em que os pinguins aparecem. Eles são incríveis e fazem coisas absurdas mesmo.

      Quanto ao charme do coadjuvante, eu concordo plenamente. Obviamente vou ver ao filme dos Minions, assim como fui ver o dos Pinguins, mas é pela distração que eles são tão legais e matam a gente de tanto rir. :)

      Sobre os Peanuts, eu vi o trailer nessa sessão dos Pinguins, e parece fofinho. Não sou fã dos personagens, mas provavelmente vou conferir também.

      Bjs!

  3. Amo muito os pinguins e em breve irei ao cinema para me tornar criança novamente!

    1. O Capitão é um ótimo pinguim, espero que goste do que eles aprontam, ahahha. :D

  4. A história já conquista quando tem um Kowalski. Eu preciso ter um animal de estimação com esse nome. POR FAVOR!
    Adorei a sua resenha Quel! Vou convencer meu irmão a assistir comigo.