Chás, lobisomens e acidez permeiam o livro “Alma?”, de Gail Carriger

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

livro alma, alma gail carriger, protetorado da sombrinha, soulless, capa alma livro, pipoca musical, editora valentina

Alma? (adicione ao Skoob) é o primeiro volume da série O Protetorado da Sombrinha, escrita por Gail Carriger, publicada no Brasil pela Editora Valentina. Misturando humor, lobisomens e romance, Gail constrói uma Londres agitada por forças sobrenaturais.

[LEIA+: Leia gratuitamente o primeiro capítulo do livro Alma? no site da Valentina]

Na trama do livro, Alexia Tarabotti é uma jovem solteirona que vive em Londres em uma época em que vampiros e lobisomens já eram socialmente aceitos (por serem minoria). Mas não, ela não é nenhuma das duas coisas, Alexia é o que chamam de preternatural – uma pessoa sem alma.

livro alma, alma gail carriger, protetorado da sombrinha, soulless, capa alma livro, pipoca musical, editora valentina

Certa noite, ela é atacada por um vampiro, o que foge às regras de convívio estabelecidas e, ao que parece, ele nem ao menos sabia o que Alexia era, sinais de que era um forasteiro. Sem querer, a jovem de 26 anos mata o vampiro e acaba chamando atenção para si. A Rainha Vitória envia Lorde Maccon, um lobisomem mau humorado, arrogante, porém muy sexy, encarregado de comandar o DAS (Departamento de Assuntos Sobrenaturais), para investigar o que aconteceu. No meio dessa confusão de vampiros forasteiros aparecendo, vampiros conhecidos sumindo, e ataques constantes à Alexia, surge uma possibilidade de romance entre a preternatural e o lobisomem.

[LEIA+: Conheça a série O Estranho Mundo de Jane True, publicada pela Valentina]

Veja bem, Alexia Tarabotti é uma protagonista excelente, ousada, independente, ácida, teimosa. Sua baixa auto-estima por viver com uma família que recrimina suas atitudes não é problema, mas o reforço constante de como sua descendência italiana influencia em seu comportamento e como seu nariz grande e sua pele escura a colocaram à margem da alta sociedade londrina são desnecessários. A obsessão de sua mãe em casá-la me lembrou Orgulho de Preconceito, mas vamos adiante, afinal isso não é exclusividade de Jane Austen.

livro alma, alma gail carriger, protetorado da sombrinha, soulless, capa alma livro, pipoca musical, editora valentina

Achei muito interessante o conceito de vampiros e lobisomens conviverem com regras na mesma sociedade, bem como eles se transformarem nestes seres apenas se tiverem abundância de alma – algo que nossa protagonista não tem. Como preternatural, Alexia consegue anular o poder das criaturas apenas com seu toque (cool, hahn?). Porém toda a questão de romance entre espécies, diálogos pomposos e muitos termos específicos do universo criado por Gail Carriger acabam ofuscando o que deveria brilhar e tornaram – para mim – uma leitura cansativa. São muitas páginas e parágrafos destinados a falar das faíscas entre Maccon e Alexia, e pouco do mistério se desenvolve.

E o Steampunk? Lá no final, nas últimas 100 páginas, junto com toda a resolução da trama e explicações e tudo o mais.

Ainda que seja parte de uma série, Alma? tem início, meio e fim, então você não vai roer as unhas dos dedos e dos pés para ler o próximo volume (que, aliás, já foi publicado no Brasil com o nome de Metaformose? pela Valentina).

O Protetorado da Sombrinha, extras e mangás

Alma? é o primeiro livro da série O Protetorado da Sombrinha, de Gail Carriger, composta por 5 livros (em inglês os nomes são Soulless, Changeless, Blameless, Heartless e Timeless), dos quais dois já foram publicados no Brasil.

livro alma, alma gail carriger, protetorado da sombrinha, soulless, capa alma livro, pipoca musical, editora valentina

Este foi um dos primeiros livros editados pela Valentina e vale elogiar o cuidado que a editora teve com suas edições desde o início. Isso vai desde o uso de folhas amareladas pelo bem de nossas vistas, até os detalhes de diagramação que nunca passam despercebidos.

E temos extras! A editora americana de Alma? e Garota Tempestade também é a mesma, então juntaram as autoras Nicole Peeler e Gail Carriger para colocar Alexia Tarabotti e Jane True pra conversar! Ficou bem divertido, você pode ler a conversa traduzida clicando aqui.

livro alma, alma gail carriger, protetorado da sombrinha, soulless, capa alma livro, pipoca musical, editora valentina

Última coisinha: rodando pelo instagram, vi que existe um mangá do livro Alma?, e imagino que seja um apoio legal pra história. Quem se interessar, pode complementar a leitura adquirindo o primeiro mangá no Book Depository.

Espero que tenham curtido a resenha! Alguém aqui já leu Alma?, ou tem interesse em ler? Gostam de histórias com vampiros e lobisomens?

Esse livro foi cedido pela Editora Valentina pela parceria com o Pipoca Musical. Acompanhe as novidades da Editora nos canais: Site | Facebook | Twitter | YouTube | Resenhas

Ficha Técnica

Título: Alma?
Série: O Protetorado da Sombrinha
Autora: Gail Carriger
Ano: 2013 (original: 2009)
Gênero: Steampunk
Páginas: 308
Skoob: adicione à estante
Compre o livro: Cultura | Livraria da Travessa | Saraiva

Comentar resposta para Diego Cancelar

Comentários

Comentários do Facebook

20 comentários via blog

  1. Mariana Costa comentou em

    Li esse livro ano passado, achei fraquíssimo, mas o segundo volume é bem interessante, até que vale o tempo.

    1. Oi, Mari!

      Pois é, acho que vou continuar lendo a série, afinal a Alexia é muito, muito divertida. Ela vale o tempo :))))

      Beijo!

  2. Mirelle comentou em

    Oi Raquel, simplesmente amei a sua resenha e sua análise crítica, bem diferente das que eu costumo ler, principalmente sobre esse livro. Isso fez com que eu o visse de maneira mais realista e controle minhas expectativas quando for lê-lo. Obrigada por nos dar seu ponto de vista. Beijos, Mi

    http://www.recantodami.com

    1. Oi Mirelle,

      Que bom que gostou da resenha! É um baita elogio, pois gosto muito dos seus posts :) ‘Alma?’ é uma leitura proveitosa para quem curte o tipo de personagem que está inserida nela, mas tem seus méritos literários.

      Beijo!

  3. Juliana comentou em

    Raquelzita!
    Quando dei por mim já tinha lido a resenha toda, haha.
    Adoro como você escreve *-* Já pensou em escrever alguma coisa, contos, crônicas, etc? Ou quem sabe até um livro? :D
    Então, não sei se minha cabeça consegue digerir lobisomens e vampiros juntos, mas essa coisa de ter ou não ter alma é um negócio novo pra mim, inusitado, então torna a história interessante. Mas você disse que o mistério todo não é muito bem desenvolvido, o que seria uma pena pra mim, pois adoro quando o autor realmente nos coloca a par de tudo (ou quase tudo, ocultando só alguns mistérios pra deixar pra desvendarmos depois).
    Estou com uma lista de leitura muito grande então não vou adicionar Alma? mas quem sabe se eu ganhar algum dia, né? :)
    Falando nisso, quando souber de aberturas de parcerias me avisa?
    Beijo grande, linda! <3

    1. Oi Juuu,

      Cê é muito querida, obrigada! Quando eu era pequena eu queria escrever um livro. Eu amava Harry Potter e assistia Sítio do Picapau Amarelo, então comecei a escrever a história de uma bruxinha que foi pra um reino encantado debaixo das águas. ALOKA, aheuhaeuhehe

      Sabe o que me deixava cansada no livro, Ju? Exemplo: Tabarotti ia tomar um chá na casa do amigo vampiro dela pra contar uma novidade. Entre ela fazer o relato e o vampiro responder, tinha uns dois parágrafos falando da casa, do chá, da cortina, da roupa do vampiro… E aí eu me via pulando essas coisas pra ler a conversa, e depois voltando pro que intercalava pra ver o que acontecia. Meio complicado :///

      Mas eu gostei demais do conceito de não ter alma. Achei muito, muito legal, e foi o que impulsionou o final. Acho que quem não gosta de vampiros e lobisomens, não vai curtir a leitura, mas pra quem gosta é um prato cheio!

      Aviso sim, lá naquele grupo fabuloso :)

      Beijo!!! ♥

  4. Silvana Crepaldi comentou em

    Como sempre destaque para suas fotos. Eu gosto de vampiros e lobisomens apesar de uns tempos atras ter tido uma overdose deles. O que não gosto é da serie ser enorme e o dimdim ser pouco hehehehehe. Vou esperar lançar todos, dai quem sabe.

    Blog Prefácio

    1. Dinheiro é sempre curtinho, né? :~

      Pois é, a série tem 5 livros. Lá fora já foram todos publicados, aqui no Brasil imagino que vá sair 1 ou 2 por ano, vamos ver. ‘Metaformose?’ (o segundo) saiu faz pouco tempo. :)

      Obrigada pelo elogio, querida! :D

      Beijos!

  5. Muito interessante, mesmo, a ideia de uma sociedade em que esses seres sobrenaturais vivam juntos, e ainda em que são aceitos. Adorei a premissa dos preternaturais, e fiquei curiosa por mais detalhes!

    Mas pela sua resenha parece que a parte mais bacana do livro não é tão desenvolvida. Acho que eu me irritaria com isso.. Tanto potencial não trabalhado :( Uma pena ter um foco maior no romance…

    Mesmo assim eu não passaria a oportunidade de lê-lo, se ela me surgisse.

    Adorei a resenha, Rachel!

    Beijos
    Mell Ferraz
    http://www.literature-se.com/

    1. O conceito que mais achei massa no livro foi o de preternatural! E ter vampiros e lobisomens vivendo com humanos também é muito maneiro. Eu não sei se eu que não tava na vibe ou se é assim mesmo e os detalhes sobre isso tudo serão dados nos próximos volumes. Talvez seja isso, sabe. Mas a história terminou muito bem, gostei que a autora amarrou as pontas :)))

      Beeeijo!

  6. Julia comentou em

    Sobre a editora Valentina: nutri um amor em especial por essa editora e não, não sei dizer o por quê. Já li uns três/quatro livros da editora e não me decepcionei com nenhum, até agora.

    Gostei muito da ideia desse livro, mas não sei, talvez não seja exatamente meu tipo de livro mesmo. Apesar de que estou louca pra ler por ser da Valentina e por que a ideia me apeteceu, estou com um pé atrás. Não sou muito chegada em vampiros com lobisomens e essas histórias todas. (Muito embora Garota Tempestade seja nesse estilo e tenha me conquistado suuuper!)

    Acho que vou dar uma chance pra ele, quem sabe. :p Essa coisa de lobisomem muy sexy me gusta, hahaha. (apesar de lobisomem, não nego a parte do muy sexy)

    Adorei sua resenha, linda! Beijão!
    lullabyforju.blogspot.com.br

    1. HAHAHAHAHAHA, sabe que desses livros com temáticas assim, preferi Garota Tempestade? Achei muito maneiro, e o vampiro muy sexy que tem lá é muito, muito legal. Mais legal que o lobisomem daqui, embora ele tenha seu charme. :)

      Sim, a Valentina nunca me decepcionou também. Alma? não é ruim, só não é meu tipo de história. Mas fora esse, todos os outros que li são espetaculares! Eles escolhem a dedo as séries e títulos que publicam, adoro <3

      Mas leia, Ju! Pode ser que você curta! :DDDD

      Beijão, querida :*

  7. Diego comentou em

    Queeeeeeeeeel <3

    Eu sempre achei a capa desse livro super linda, essa sombrinha, super misterioso, sombrio e elegante.
    Gostei da maneira que tu expôs a opinião na resenha, foi super crítica, apontou os dois lados e tirou as dúvidas de muita gente que pensa em ler :D tipo eu \o
    Mas lobisomens e vampiros? Stephenie Meyer passou rapidinho por aqui hahaaha besteiras a parte.. curti o lance dela não term alma! Mas assim, a autoria explica o que é a alma dela? É tipo a comum, tipo, a nossa mesmo? Ao menos o que sabemos dela :P

    Não li nenhum livro da Valentina, mas pretendo fazer isso, acho eles fofos, pelas redes pelo menos e os exemplares caprichados, gosto dessa dedicação deles.
    Ah, fotos dignas, sempre <3

    Um beeeeijo, Di

    1. Oi Dih!

      Não, esse negócio de ser preternatural é muito, muito raro, especialmente em mulheres. A Alexia é a única na região e por isso suspeita-se que ela esteja sendo atacada e tal, porque ela é a única que pode neutralizar os poderes dos sobrenaturais (ao encostar no vampiro, as presas se retraem, por exemplo). Achei esse conceito muito legal <3

      Que bom que gostou da resenha. É sempre complicado falar dos aspectos negativos do livro, mas às vezes se faz necessário. E estou reforçando com todos: a história não funcionou ˜pra mim˜, mas ela não é ruim. Até pq não acredito nisso (exceto 50 Tons, hehe).

      Se quiser ler qualquer hora, te empresto o meu!

      Beijão!

  8. Apesar de você não ter gostado tanto assim do livro ainda estou interessa pelo fato de vampiros e lobisomens conviverem em harmonia! hahaha
    Vejo muito The Vampire Diaries e soa estranho esse tipo de coisa para mim. Me deixou curiosa.
    Uma protagonista sem alma parece ser bastante de interessante!
    Beijos Raquel! <3

    1. Pois é Dani, achei esse conceito do livro muito legal! Provavelmente devo acompanhar a série pra ver onde chega. O que é mais massa é esse lance de preternatural. Não lembro de ter visto isso em outro livro ou filme, então fiquei fascinada. :)))

      Beijo!

  9. Eu estou com vontade de ler Alma já faz tempo, mas ainda nao deu hehehehe. Pelo menos me consolo sabendo que tem ainda muitos livros a serem traduzidos pra completar a série, porque o que eu nao gosto é esperar pra ler a continuação =/
    Gosto do estilo steampunk e gosto de protagonistas femininas =)

    1. Oi Fran! Pois é, ainda tem mais 3 na fila para serem traduzidos, mas como o livro tem início, meio e fim, não tem problema nenhum ler apenas um por enquanto (na verdade dois, pois já saiu o segundo volume no Brasil). Fica a dica ;)

  10. Ayanna comentou em

    “Alma?” parece ser interessantíssimo, além de vampiros e lobisomens – talvez pela primeira vez – viverem juntos. Normalmente eles estão sempre em guerra e são inimigos. Mas pela sua resenha, que inclusive amei, me interessei bastante e quero ler imediatamente.
    E a capa é linda, né? <3
    Beijos,
    Ayanna.
    http://www.leitorespossessivos.blogspot.com

    1. Que bom que curtiu, Ayanna! Se você gosta dessa temática, vai gostar do livro :)

      Beijos!