Psicose, a obra por trás do clássico suspense de Hitchcock

Por Raquel Moritz em - 67 comentários

chave bates motel, bates motel quarto 6, robert bloch livro, livros darkside books, pipoca musical, raquel moritz, livro psicose

O pequeno buraco era apenas uma rachadura na parede do outro lado, mas ele conseguia ver através dele. (…) Via o suficiente. Deixe as vadias rirem dele. Ele sabia mais sobre elas do que podiam imaginar.

Eu estava mega ansiosa pra conversar sobre Psicose, obra de Robert Bloch. Primeiro porque a DarkSide Books, editora que publicou esse livro no Brasil depois de 50 anos (e duas reformas ortográficas) sem nenhuma edição, me botou a maior pilha do mundo enviando um kit contendo uma chave de quarto e um papel de hospedagem do Motel Bates (obrigada, DarkSide, eu amo vocês). Segundo porque fui curtir o filme Psicose há alguns dias, na Fundação Cultural de Blumenau, e por último porque as duas edições do livro vieram parar na minha mão.

[LEIA+: Falemos sobre Hitchcock, o filme (e o diretor, e a esposa dele, e a filmografia, e…)]

Psicose é o livro que deu origem a um dos filmes de suspense mais famoso de todos os tempos, dirigido pelo Mr. Alfred Hitchcock, em 1960. Nele conhecemos Mary Crane, uma auxiliar de escritório que foge da cidade após roubar 40 mil dólares que ela deveria depositar no banco para o seu chefe. No meio da madrugada, com uma chuva terrível, ela vai parar no Bates Motel, uma estalagem localizada no meio do nada, graças a um desvio da estrada principal que foi feito há alguns anos.

bates motel quarto 6, robert bloch livro, livros darkside books, pipoca musical, raquel moritz, livro psicose

O proprietário, Norman Bates, um homem baixo, gordinho, antisocial e com cerca de 40 anos, vive com a presença de sua mãe dominadora e desagradável em uma casa anexa ao Motel. Norman a mantém na casa alegando que ela é doente e tem acessos de raiva constantemente, o que pode assustar ou constranger os (pouquíssimos) hóspedes que param por ali.

Na primeira noite de Mary no Motel, eles jantam juntos, mas Mary acaba irritando Norman ao sugerir que a mãe dele deveria ser internada. Então ela retorna ao seu quarto e, depois que Norman bebe muito e espia Mary através de um buraco na parede, a mãe surge, raivosa, e então acompanhamos a famosa cena do chuveiro, imortalizada pela atuação de Janet Leigh.

Não podia ouvir nada além do barulho de água, e o banheiro começou a se encher de vapor.
Foi por isso que não percebeu a porta abrir, nem o som de passos. Logo que as cortinas do chuveiro se abriram, o vapor obscureceu seu rosto.
(…)
Mary começou a gritar. A cortina se abriu mais e uma mão apareceu, empunhando uma faca de açougueiro. E foi a faca que, no momento seguinte cortou o seu grito.
E a sua cabeça.

É claro que o desaparecimento de Mary não passa despercebido pelo seu noivo Sam e pela sua irmã Lila, que começam a investigar melhor o caso com a ajuda de um detetive. Uma caçada que acaba revelando mais do que se imaginava sobre o esquisito Norman Bates.

bates motel quarto 6, robert bloch livro, livros darkside books, pipoca musical, raquel moritz, livro psicose

bates motel quarto 6, robert bloch livro, livros darkside books, pipoca musical, raquel moritz, livro psicose, nao perturbe psicose

Vale dizer que a história tem pouco mais de 200 páginas, e nesse curto espaço o autor mede detalhes e diálogos, tornando a história objetiva em algo completo. Os diálogos de Norman com sua mãe são muito bem construídos, e os pensamentos, expostos nos capítulos em que a voz principal é dele, são perturbadores, com dualidades que deixaria até os psicólogos mais gabaritados chocados.

O livro de Robert Bloch foi publicado originalmente em 1959 e tem inspiração no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. Norman Bates e Ed Gein compartilham algumas semelhanças, como o estilo de vida solitário, a idolatria pela mãe dominadora e os hábitos peculiares.

Recolocou depressa o livro no lugar e se ergueu. (…) O que ela não pudera ler na cara sem graça, gorda e comum de Norman Bates, agora se mostrava com toda clareza em sua biblioteca.

poucas diferenças entre o livro de Bloch e o filme de Hitchcock, talvez porque Hitchcock tenha achado a história tão perfeita que quis manter mais do que a essência da mesma. Tanto que, na época, o diretor adquiriu os direitos do livro e comprou todos os exemplares disponíveis para que ninguém descobrisse o final da história, mantendo assim uma das melhores reações de terror do público nos cinemas em 1960.

Nesse caso, vou dar uma de Hitchcock e recomendar que você assista Psicose antes de ler o livro. Sabendo o final da história, você vai poder sugar ao máximo as artimanhas do autor de “falar sem dizer”, tão bem empregadas.

“Nunca me ouve, não é? É só o que a senhora quer, o que a senhora acha. A senhora me deixa doente!”
(…)
“Deixo você doente, hein? Pois bem: acho que não. Não, garoto: não sou eu quem deixa você doente. É você mesmo.”

É um baita livro. Recomendo que você leia a história. :)

Psicose nas mãos da DarkSide Books

A DarkSide Books caprichou na edição brasileira do livro. Tanto a edição simples em brochura quanto a edição limitada com capa dura são espetaculares. Sou apaixonada pela capa branca, muito embora não abra mão do caderno de fotos do filme Psicose que tem ao final da edição limitada.

bates motel quarto 6, robert bloch livro, livros darkside books, pipoca musical, raquel moritz, livro psicose

bates motel quarto 6, robert bloch livro, livros darkside books, pipoca musical, raquel moritz, livro psicose

bates motel quarto 6, robert bloch livro, livros darkside books, pipoca musical, raquel moritz, livro psicose, alfred hitchcock, psicose hitchcock

Curiosidade: Robert Bloch foi roteirista de cinema e TV e chegou a escrever vários episódios para a série Alfred Hitchcock Apresenta (1962-65), além do roteiro do remake de O Gabinete do Dr. Caligari (1962), de Roger Kay, e três roteiros para a série Star Trek (1966-67).

“Você deseja alugar um quarto?”

Como vocês sabem, o Pipoca Musical é um blog parceiro da DarkSide Books. Na época em que o lançamento do livro estava para ser anunciado, recebemos da editora um kit muito, muito, muito bonito, contendo uma carta, um adesivo, um marcador de páginas, uma cópia da nossa reserva e a chave do quarto 6 do Motel Bates. Tudo muito caprichado, como já era de se esperar da DarkSide.

Olha aí algumas fotos (não consegui parar de olhar pra chave por um dia inteiro):

chave bates motel, bates motel quarto 6, robert bloch livro, livros darkside books, pipoca musical, raquel moritz, livro psicose

chave bates motel, bates motel quarto 6, robert bloch livro, livros darkside books, pipoca musical, raquel moritz, livro psicose

Espero que tenham curtido o livro. Evitei dar spoilers para o caso de alguém não conhecer a história por completo. Esse é o primeiro caso em que vou indicar assistir o filme antes de ler o livro. Funcionou bem comigo, espero que funcione bem com vocês também.

A edição brochura de Psicose foi cedida pela DarkSide Books ao Pipoca Musical por conta da parceria. Eu super recomendo que você acompanhe as novidades da editora nos canais: Site | Facebook | Twitter | YouTube | Tumblr

Até mais!

Ficha Técnica

Título: Psicose
Autor: Robert Bloch
Ano: 1959
Páginas: 256
Editora: DarkSide Books
Gênero: Suspense

67 comentários Comentar via blog

Comentários via facebook

Comentários via blog

  1. Jeh Asato comentou em

    “Puxa verba” que livro tenso!!! AMEI! Se eu te contar que não vi esse filme você vai me julgar? Ok, pode julgar, hehehe!
    Mas eu me lembrei de tantos filmes ao ler sua resenha. Parece esses que a gente vê de um grupo de jovens viajando pra não sei onde, daí acontece alguma coisa na estrada e eles têm que se hospedar nesses lugares estranhos. Algo assim, sabe?
    Adorei a resenha! Ainda bem que a Darkside lançou essa nova versão né? Reavivemos bons-livros-antigos!

    Fiquei com medo desse buraquinho na parede! :x
    Beijos!

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi Jeh!

      Pois é, puxa verba (adorei, rsrsrs)! Eu fiquei fascinada com a história, mas fica tranquila que eu não vou julgar não. Por isso evitei spoilers na resenha, bastante gente conhece apenas a cena do chuveiro, que é icônica (eu, antes de assistir o filme, achei que era tipo o final, mas é bem no começo isso!).

      Segue minha dica de ver o filme primeiro. Acho que você vai aproveitar melhor a leitura.

      Beijocas <3

      Responder
  2. Melissa Padilha comentou em

    Esses livros da Darkside tem sido a minha tortura de compras nos últimos tempos, coisas mais lindas ! e tb obviamente leituras que quero fazer muito em breve!
    Livro fantástico e o kit tb super legal!
    Abraços
    Melissa
    De Coisas por Aí

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi Melissa,

      Nem fala, eu sou apaixonada pelo catálogo deles e pela qualidade incrível das edições. Tenho vontade de ter todos, hahaha. Logo pintam mais resenhas de outros livros da DarkSide que também são ótimos.

      Beijinhos :*

      Responder
  3. Zilda Mara Peixoto comentou em

    Oiee,amadinha!
    Nossa! Fiquei babando aqui com o capricho da editora. Faz muito tempo que assisti ao filme e lembro de cada detalhe. Na época eu ainda era bem novinha e adorava o gênero. Hoje, bem mais velha e medrosa não sei se encararia uma leitura do tipo..rs (que vergonha né?)
    De qualquer maneira adorei curtir cada detalhe dessa obra-prima. Simplesmente perfeito. Bjkas!

    Zilda- Cachola Literária

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi bonita!

      Que bom que curtiu, eu adorei cada detalhe dessa edição. A editora realmente caprichou :)
      Dá uma chance pra leitura, vai que volta aquele gostinho de suspense?

      Beeeijos :*

      Responder
  4. Diego comentou em

    Raquel, Raquel, RAQUEL! hahahha
    Você quer me fazer passar mal, né?

    Eu amo esse filme, acho que a direção foi muito bem feita pelo nosso amado Hitchcock, ele é definitivamente o cara! E me surpreende saber que ele foi super fiel ao livro, isso me deixou mais curioso ainda pra ler.

    E o que são essas duas edições? A editora realmente caprichou!!! Ficaram lindas, lindas!
    E falando do mundo Psicose, já viu o seriado Bates Motel? Se sim, o que achou? Adoraria saber tua opinião :)
    Um beijo e ótima semana ;)

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi xuxuuuuu, tudo bão? :)

      HAHAHAHA, é de passar mal mesmo! São lindas, estou apaixonada ainda. Se não me engano, essa capa da edição limitada da DarkSide é a original do livro. Eles são cuidadosos, né?

      Também gosto bastante do filme. Hitchcock rulezzzz. Ainda não assisti Bates Motel, mas não é por falta de interesse. Vou providenciar os episódios o quanto antes porque tooodo mundo tá falando bem.

      Beijo, beijo, volte sempre!

      Responder
  5. Felipe comentou em

    Mês passado eu comecei a série Bates Motel, fiquei tão empolgado com ela que semana passada vi Psicose. Quando eu acabei eu fiquei chateado, porque eu devia ter visto o filme muito antes!!! hahahahaha
    Depois dessa resenha eu tenho que ler esse livro (na versão capa dura). E nossa, adorei os brindes.
    Ótima resenha Raquel, muita bondade não ter entregado o ouro do final. Abrçs

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi Felipe,

      Pois é, todo mundo falando de Bates Motel e eu aqui viajando, ahahah. Eu tbm tive essa sensação de que deveria ter assistido ao filme muito antes. O que é aquela trilha sonora? Ela é toda boa.

      Corre lá pra pegar a sua edição limitada, vale muito a pena. Eu curti ♥

      Que bom ver você por aqui. Volte sempre ;)

      Responder
  6. Juliana Pereira comentou em

    NECESSITO!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Responder
  7. Marília Nascimento comentou em

    Nossa Raquel, que fotos mais lindas! Adorei e vou atrás do livro hoje mesmo. XOXO

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      #todoscorre /o/

      Responder
  8. Ana Carolina Maffezzoli comentou em

    adorei seu post, ficou muito legal. bom saber que o hitchcock não mudou quase nada, significa que ele gostou mesmo do livro né? essa capa preta da darkside é igual a original, eu acho. ficou bem bonita! beijos.

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      É, a capa é bem parecidinha com a original, mas se não me engano a capa original é preto e branco. Lembro de ter visto no filme sobre Hitchcock. ♥

      Beijos!

      Responder
  9. Karina Santos comentou em

    Eu lembro do final do filme, então isso me fez gostar mais ainda dos trechos que você colocou. Realmente: falar sem dizer. Muito show. Beijos.

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Né? ♥

      Responder
  10. Virgínia comentou em

    Oi Raquel.

    Já conheço a história de Psicose, mas eu fiquei louquinha para comprar o livro da Edição Limitada, por conta da capa dura e do caderno de fotos *-*

    Achei o kit da DarkSide genial, queria um igual hahahaha

    beijos.

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi Virgínia,

      Pois é, a edição limitada ficou linda. As fotos no final não são muitas, mas são marcantes. Se você conhece e gostou da história do filme, vai curtir a leitura do livro. É muito, muito parecido. Acho que só a fisionomia do Norman e o número do quarto são diferentes, se não me engano. :)

      Beijo!

      Responder
  11. Mariana Siqueira comentou em

    Poxa, vocês vão rir de mim, mas eu não tenho coragem de assistir Psicose.. kkkk
    Vi alguns trechos da série nova do Universal, chamada Bates Motel, mas me perturba muito ver esse tipo de filme, sobre loucura, psicose, perseguição e esquizofrenia, me dá medo porque eu sei que existe gente louca no mundo à esse ponto, que fazem coisas até piores.
    O livro deve ser ainda mais descritivo, não ? Então vou ter que ficar curiosa sobre o final .. kkk melhor do que ficar sem dormir .. rs
    ps: o kit está muito bacana, alguém ai vai ter coragem de se hospedar no Bates Motel?

    Beijos ;*
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Hhaeuhae, Psicose é mais suspense do que terror, sabe. O livro idem. Mas ele não é mais ou menos descritivo. O autor soube dosar diálogos e descrições muito bem. É uma história bem objetiva.

      Ainda não assisti Bates Motel, preciso ir atrás dos episódios porque muita gente fala super bem da série. :}

      Beijos!

      PS: Não, eu não ficaria no Bates Motel, hahaha.

      Responder
  12. Silvana Crepaldi comentou em

    Acredita que nunca assisti esse famoso filme? hehehehee. E nem sabia que era baseado num livro. To meio por fora hehehehehee. Estava pensando em assistir a serie que me falaram que é muito boa. Os brindes são lindos.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi Silvana!

      Ainda não assisti a série, então não sei dizer se é boa ou não (em termos de adequação à Psicose), mas o filme e o livro eu recomendo ;)

      Beijos.

      Responder
  13. Paloma Engelke comentou em

    Nossa, Raquel, dá para crer que outro dia mesmo eu vi esse filme pela primeira vez? Achei a produção do livro sensacional (pelas suas fotos) e os brindes super legais. Fiquei bastante curiosa para ver como essa história sensacional é em forma de livro.

    Abraços,

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi Paloma,

      É muito legal, a editora foi muito caprichosa em tudo. A proposta deles é muito bacana, sou fã. ♥
      Espero que você curta a história escrita, se tiver a oportunidade de ler, recomendo. :)

      Beijos :)

      Responder
  14. Barbara Sá comentou em

    Oi Moça.

    Você postou tanta coisa sobre esse livro no instagram (adoro suas fotos: p.s) que eu fiquei mega curiosa quanto a leitura, apesar de não ser um gênero que eu leia. Sou daqueles seres medrosos. Sua resenha conseguiu me deixar ainda mais curiosa, isso é muito raro, haha. Anotei na listinha, quero comprar, mas realmente não sei se terei coragem de ler, apesar da curiosidade.

    Beijocas,
    http://www.segredosentreamigas.com.br/

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi Bárbara,

      Que lindo saber que você curte as fotos do instagram ♥ Eu queria postar muito mais fotos de Psicose, mas estou me controlando. É que o livro é bonito e tem detalhes interessantes. Mas logo a temática muda, hahaha. :)

      Sobre ser um livro assustador, digamos que ele é mais perturbador, por conta da personalidade do Norman. Mas vai sem medo, é mais legal ler Psicose do que Horror em Amityville (larguei o livro nos primeiros capítulos e fiquei perturbada um tempão, ahahha!).

      Beijo, beijo ♥

      Responder
  15. Universo dos Leitores comentou em

    Como sempre sensacional a resenha e as fotos! Este blog tem um conteúdo maravilhoso e diferenciado! Comecei a assistir a série Bates Motel e estou super curiosa para ler o livro, rs!

    Abraços!

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi Isa,

      Muito obrigada pelo elogio, fico feliz de saber que você curte o Pipoca ♥♥
      O livro é sensacional, vale o seu tempo ;)

      Beijão!

      Responder
  16. Rafael comentou em

    Estou na dúvida se vale a pena pagar o extra pela edição “limitada”.
    Quanto a capa não me importo muito, mas as tais fotos do filme, será que valem a diferença?
    Sou fã de Hitchcock.

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi Rafael,

      Não são muitas fotos adicionadas ao final do livro, não. Mas são um diferencial, assim como o aviso de porta “Não perturbe, estou lendo” que vem na edição limitada. Recomendo que você espie ambos em uma livraria pra tirar a dúvida ;)

      Hitchcock é incrível, né? :)

      Abraços!

      Responder
  17. Gustavo basso comentou em

    Bacaninha o livro. Mas a edição é mais caprichada que a história.Hitchcock por sua vez mostrou sua genialidade ao transformar uma historia meia boca numa obra prima. Algo que Kubrick repetiu com “O Iluminado” de Stephen King.

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi Gustavo! Engraçado, não vi muitas diferenças entre livro e filme, considero inclusive uma adaptação muito fiel da história. :) Abraços.

      Responder
  18. Paulo Henrique Faria comentou em

    Aaaaaaaaaaaaaaai meu Deus! Eu estou perdidinho da vida!
    A edição básica vem com fotografias também? Eu não sei qual eu compro!

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi Paulo! Apenas a edição limitada contém o caderno de fotos do filme e o aviso de porta do Bates Motel. As duas são lindas, bem normal ficar na dúvida. :)

      Responder
  19. Carol comentou em

    Aiiii Psicose do meu mestre Hitchcock!!! Eu amo esse filme, depois que eu vi esse, comecei a ver tudo que Hitchcock fez, ele é maravilhoso!! O livro eu não tinha visto, mas graças à você já está na minha lista hahah e que duas edições mais lindas OMG!!!!! E essa chave que luxo e que medo néh Raquel ^^ hahaha

    AMEI!

    Beijinhos ;***

    Carol :)

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Só digo que eu não gostaria de me hospedar no Quarto 6, aheuhaeuhea. Estou assistindo Bates Motel agora, até o momento tá legal, vamos ver se continua na linha. Sobre o livro, vale a pena ler. É de gelar a espinha quando você lê a mente perturbada do Norman. Beijinhos :)

      Responder
  20. Miqueias comentou em

    Oi, Raquel! Como disse, adorei a sua resenha e o seu blog! Estou em uma dúvida cruel! Capa dura ou brochura? Eu quero o de capa dura com o encarte de fotos, mas adorei o visual da capa brochura! O que vem com livro capa dura? A chave e a ficha do Bates Motel tbm? Ou só vc teve o privilégio? rs Abraço!

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oiieee!

      Então, com o livro de capa dura vem apenas o aviso de porta do Motel Bates e o caderno de fotos (que são páginas adicionais no final do livro). A chave é exclusividade do blog pela parceria com a DarkSide ♥. O que gosto nessa edição limitada é que a capa é a original, então é bem coisa de fã. Mas realmente, a capa da edição simples é linda. Fora isso, os dois são iguais ;)

      Que bom que você curtiu o bloooog, volte sempre!

      Responder
      1. Miqueias comentou em

        Bom dia Raquel!
        Pois é, eu estou “quase” comprando o livro de capa dura… mas, assim que o fizer eu posto aqui no blog! Valeu! Obrigado!

        Responder
  21. Camila comentou em

    Oi, Raquel!

    Excelente post! Resenha super bem feita! Parabéns :)

    Preciso dizer publicamente: o Pipoca tá demais, sempre com conteúdo de ponta e o resultado é visível – um monte de leitores felizes!

    Beijos,
    Camila

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Caaaamiiiiiiiis, que coisa boa ver você deixando sua marquinha aqui <3
      Que bom que está curtindo o conteúdo, eu o preparo com o maior carinho *_____*
      Beijo, beijo, obrigada pelo apoio!

      Responder
  22. Marjorie K. Cavalcantti comentou em

    _Olá Raquel Moritz, Tudo bem?
    _Então queria muito saber porque a descrição do livro é diferente do filme original ,pois nao entendi que dizem que era um lorinho e gordinho que no filme era apresentado como um moreno magro?
    Eentão também queria saber qual é preço do valor do livro da capa de edição especial ?, Pois estou com preguiça de procurar maior detalhes da informação !

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Oi Marjorie,

      Alfred Hitchcock escolheu um ator bonitão pra interpretar o Norman Bates por acreditar que os vilões sensuais sejam mais sutis e envolventes do que alguém como o verdadeiro Norman (o do livro).

      A respeito do preço do livro, o de capa dura é R$59,90 e a versão brochura é R$34,90, mas o preço pode variar de acordo com as promoções dos comércios eletrônicos.

      Espero ter ajudado :)

      Responder
  23. Marjorie K. Cavalcantti comentou em

    _Raquel Moritz, Tudo bem você de novo?
    _Então eu também corcodaria que ficaria melhor deixar como estar vilão no filme original do que descrição do livro mesmo achar sua beleza não é oitava maravilha se eu foir também um Alfred Hithcook irá escolhar uns dos mais belo e sexuais vilões teria até olhos colorido como azul!
    _Sobre livro vou querer uma edição especial com blide para ver minha curiosidade, pois na livraria da minha cidade não tem esse título é pouco desatulizada então eu também não pode comprar agora por bom tempo por falta de grana !

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Fica de olho nas promoções dos comércios eletrônicos (Submarino, FNAC, Extra) pois às vezes pinta um preço irresistível ;)

      Responder
  24. Marjorie K. Cavalcantti comentou em

    _Valeu Obrigada! ♥
    _Vou ver em algum tempo mais tarde tenho muita lista de desejo para realizar

    Responder
  25. Nicolas Ueda comentou em

    Caramba, eu sou bastante curioso pra descobrir essa história, mas ainda não tive oportunidade (e por desleixo também…). Por mais que eu me incomode de ficar consumindo demais obras sobre serial killers e tal. Mas o filme do Hitchcock é um clássico, não dá pra ficar sem querer ver ao menos uma vez.

    Fico imaginando como deveria ser ver esses grandes marcos do cinema sem saber muito ou até nada antes mesmo de ver o filme. Hoje em dia quando se fala de Psicose já vem direto a cena do chuveiro na cabeça, mesmo de quem mal conheçe. Mas imagina assistir sem saber? Deve ser uma experiência única. Assim também como descobrir O Quê é a Matrix, hehe :P

    Muito difícil isso hoje em dia.

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Ooooooooooi,

      Acho que galera devia ver o filme já pensando no lado psicológico dele, sabe. No Cine Book fizemos um debate com uma psicóloga e ela apontou o quão real é a situação vivida pelo filme. E que há casos similares ao do Norman e da mãe dele (não com assassinatos, mas enfim). Foi bem bacana.

      E, cara, saudade da época que não tinha spoiler. Sinceramente, tem detalhes da trama que eu não ligo de saber, mas muita gente entrega o final, e eu penso no trabalho que os roteiristas tiveram pra construir a história até chegar aquele ponto e aí vem um infeliz e me conta como se nada fosse. Pensa ler Harry Potter com uma população online mimada assim? Difícil.

      Beijoca!

      Responder
  26. Raquel Moritz comentou em

    Thank you, dear :)

    Responder

Deixe um comentário

Theme developed by Difluir