Slam, a adaptação escondida de Nick Hornby na Netflix

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

Boa notícia para os assinantes da Netflix e – especialmente – pra galera que curte as obras do escritor inglês Nick Hornby. Isso porque, escondidinha entre o vasto catálogo de filmes e séries do serviço de streaming está “Slam”, uma adaptação do livro publicado pela primeira vez em 2007.

Nick Hornby é conhecido mundialmente pelo modo inovador de escrita, onde mistura os gêneros de romance e drama com cultura pop e musical. Isso é claramente observado no top cinco dos últimos relacionamentos de Rob Gordon em “Alta Fidelidade” ou na paixão absurda de Paul Ashworth pelas partidas de futebol do Arsenal em “Febre de Bola”. Ambos os livros ganharam adaptações no cinema estreladas respectivamente por John Cusack e Colin Firth. Por sinal, esta última é a versão inglesa, lançada em 1997. Após o sucesso houveram outras adaptações, tão boas quanto às anteriores, como “Um Grande Garoto”, “Uma Longa Queda” e “Educação”, baseada no roteiro escrito pelo autor.

Sim, eu sei. Confesso (descaradamente) que sou um fã de Nick Hornby. “Alta Fidelidade” encabeça a primeira colocação do Top 5 livros que eu levaria para uma ilha deserta ou um dos filmes que, certamente, enviaria a outros planetas através de uma cápsula espacial. E mesmo sendo esse tipo de fã – até para minha grande surpresa – “Slam” foi um achado nessas horas que a gente perde um tempão ao escolher um filme na Netflix.

A adaptação, uma produção original da Netflix, teve seu lançamento exclusivo em abril e foi disponibilizada em parceria com o Canal RAI no catálogo de 189 países. A produção ficou por conta da Indigo Films, responsável pelo vencedor do Oscar de 2014, “A Grande Beleza”, do italiano Paolo Sorrentino.

No título original (e fazendo coxinha com a mão), “Slam: Tutto Per Una Ragazza” narra a história de Samuel (Ludovico Tersigni), um garoto de 16 anos apaixonado por skate e que tem o americano Tony Hawk como fonte de inspiração.

Apesar das notas boas no colégio, Samuel não pensa no que fazer da sua vida. É despretensioso, sem grandes ambições e tem apenas o sonho de passar um ano na Califórnia para, quem sabe, encontrar seu ídolo em alguma pista de skate.

Já a belíssima Alice (Barbara Ramella), apesar da mesma idade, carrega consigo o fardo de seguir em busca do futuro estipulado pelos pais. Todo mundo conhece o clichê: garoto encontra garota que se apaixona por garoto e, bem, talvez essa seja mesmo uma história de amor. Pelo menos até os dois descobrirem que Alice está grávida e o mundo ficar de pernas para o alto.

Confusões, boas risadas e uma ótima trilha sonora, com direito às brasileiras do CSS e Lukas Graham, são garantidas durante os 120 minutos do filme. E vai por mim, você não precisa ser um grande fã de Nick Hornby ou da literatura para se divertir com a direção de Andrea Molaioli.

Ciao!

Ficha Técnica

Título: Slam
Diretor: Andrea Molaioli
Ano: 2017
Gênero: Comédia
Duração: 100 minutos
Letterboxd: adicione à lista
Compre o livro: Amazon

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest