Filhos do Fim do Mundo, o livro eletrizante de Fábio M. Barreto

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

Filhos do Fim do Mundo, Fábio Barreto

– Mas você não tem fé… – argumentou a Mãe debilmente. Fé e jornalismo nunca combinaram. A natureza antagônica da fé e do fato separa um jornalista de um devoto por quilômetros de distância. Acreditar sem provas, provar sem crença. Uma equação eterna e sem resposta.

Logo que comecei a acompanhar o trabalho de Fábio M. Barreto, vi que ele estava para lançar um livro de ficção aqui no Brasil. Comprei o meu na pré-venda (embora tenha chegado depois das lojas já disponibilizarem o livro, por conta do Carnaval), contei os dias pra lançar, aquela coisa toda, pra poder prestigiar a obra dele. Toda a espera valeu a pena.

Filhos do Fim do Mundo (adicione ao Skoob) é uma história eletrizante, com um ritmo de emergência desencadeado já nas primeiras linhas, o que deixa o leitor sempre ansioso, vivendo com os personagens no meio do caos.

É meia-noite do dia 24 de dezembro quando uma notícia deixa todo mundo em pânico: todos os bebês nascidos nos últimos 12 meses morrem misteriosamente, e as crianças nascidas naquela noite já vem ao mundo mortas. Não apenas os bebês, mas também plantas e animais com menos de um ano de vida foram afetados em escala global. Rapidamente, todos se deparam com a promessa de escassez e de um fim do mundo diferente do que esperavam.

livro-filhos-fim-mundo-barreto-moritz

O Governador percebeu que ela segurava algo. Olhou para a esposa e viu toda aquela tristeza em seus olhos. Viu compaixão e incapacidade perante uma situação incontornável. Não sabia como nenhum daqueles pais e mães que perderam os filhos se sentiram, e sentiam, desde a catástrofe, mas acabara de experimentar os efeitos da mazela. Ele ainda não conhecia o sentimento em primeira mão, mas experimentara algo pior: a Filha sabia exatamente o que cada uma daquelas pessoas havia sentido. O filhote continuava em seus braços, enquanto olhava para o Pai, esperando que ele fizesse um milagre.

No meio desta história temos o Repórter, convocado pelo único jornal em circulação para buscar informações sobre a fatalidade, junto ao Governo – que cortou as comunicações para evitar que informações erradas se espalhassem pelo mundo, causando pânico entre a população. Alguns de seus colegas de trabalho foram afetados pela tragédia, e o próprio Repórter torce para encontrar uma saída antes que sua esposa grávida entre em trabalho de parto.

Somos apresentados a outros personagens ao longo da história: a Esposa, o Padre, o Diretor, o Governador, o Blogueiro (infernal!!!!), o Major e assim por diante. Cada um tem seu ponto de vista exposto na história e apresenta um gancho que se conecta a outro personagem. Assim, a história flui sem interrupções, quase como se já tivesse sido roteirizada para o cinema.

Me envolvi muito com o livro, porque ele é magistralmente escrito e tem um ritmo frenético que cai como uma luva para a história. Além disso, a situação caótica foi retratada com tanto esmero, que não é difícil ver aplicabilidade naquilo. O instinto de sobrevivência do ser humano pode nos levar a fazer coisas impensáveis. A gente passa a vida acompanhando o ciclo natural de nascimento, amadurecimento e morte, e daí o Barreto sugere a incapacidade de continuar a vida humana na Terra. Impressionante.

Em uma entrevista do Fábio M. Barreto para o Geekcast, o autor comenta que queria escrever um livro sobre fim do mundo, mas teria que ser diferente do que a gente vê em massa por aí. Então ele parou pra pensar que o fim do mundo pra cada um é de um jeito. O fim do mundo para ele seria ficar sem a própria filha, então ele tirou as crianças da história. Isso, por si só, nos dá uma nova visão sobre o futuro da humanidade. Aonde chegaríamos sem novas vidas?

Arte conceito de Filhos do Fim do Mundo, de Felipe Watanabe.

Gostei muito da narrativa, da escolha do autor de substituir os nomes pelos papéis e valorizar as ações e decisões dos personagens que, diga-se de passagem, não são poucas. O livro é cheio de momentos de decisões significativas. Deixar a Esposa e partir em busca da verdade ou ficar ao lado dela? Contar a verdade para o mundo ou evitar o caos e guardar as informações para si? Segurar a mão da Esposa ou proteger a casa?

E que final! Foi construído com inteligência, e uma boa dose de ousadia. Recomendo a leitura desde já! E como eu sou legal e vou facilitar a sua vida, já vou deixar os links pra você comprar o livro Filhos do Fim do Mundo na Travessa ou no Submarino.

Filhos do Fim do Mundo na web

Quem se interessou pela história vai gostar de saber que não para por aí. O Fábio é um sujeito muito atencioso com todos que o procuram e faz um excelente trabalho de relacionamento pelo Twitter, além de manter uma página no facebook com as novidades da publicação.

Tem outro artigo bem legal do próprio Barreto no Brainstorm #9 que fala sobre o processo criativo de Filhos do Fim do Mundo. Outro adendo interessante é o curta Filhos do Fim do Mundo produzido pelo Barreto, que pode ser assistido no Vimeo. Não contém spoilers, é apenas um prólogo pra atiçar ainda mais a curiosidade de vocês.

Desde que li a excelente crítica de O Hobbit, escrita por Fábio M. Barreto, passei a acompanhar o trabalho dele. Fábio é brasileiro residente em Los Angeles, jornalista, escritor e diretor de cinema. Escreveu para Sci-fi News, CNN e Brainstorm #9 e entrevistou celebridades como J.J. Abrams, Neil Gaiman (♥), Denzel Washington e centenas de outros nomes interessantes.

Resenha em vídeo


Compre o livro agora

SAIBA +:
Ouça o TrollCast com Fábio Barreto;
Leia o capítulo excluído do livro Filhos do Fim do Mundo.
Entrevista do Azilator com Fábio M. Barreto;
Ouça o RenegadosCast #53 com a participação de Fábio M. Barreto;
Leia online um trecho de Filhos do Fim do Mundo no site da Fantasy – Casa da Palavra..

Ficha Técnica

Título: Filhos do Fim do Mundo
Autor: Fábio M. Barreto
Gênero: Ficção, Fantasia
Editora: Fantasy Casa da Palavra (LeYa)
Páginas: 288
Compre: Submarino | Americanas
Skoob: adicione na sua estante

Comentar resposta para Carol Cancelar

Comentários

Comentários do Facebook

47 comentários via blog

  1. Carol comentou em

    Fábio Barreto é o máximo!!! As críticas de cinema que ele faz são ótimas, ele está sempre presente no RapaduraCast, podcast de cinema, que eu ouço religiosamente toda semana hahah é muito bom e que não conhece pode baixar no site deles ^^. Ele até fala sobre o livro dele também, parece ser muito bacana mesmo :) agora também quero ler Raquel ^^ hahah

    Beijinhos,
    Carol ^^

    1. Eeeeeeeeeebaaaaaa, mais uma fã do Barretão pra eu ficar trocando figurinha sobre o livro, hahahaha. AAAADOREI Filhos do Fim do Mundo e depois disso virei tiete do cara (ele já deve estar de saco cheio, aheuaheae). Gosto pra caramba das críticas dele, são super legais e a gente sente em cada palavra o amor dele por cinema :) Beijos!

  2. Carol comentou em

    Raquelzitaa é isso mesmo, olha eu ainda não li o livro, mas escuto toda semana o Barretão no RapaduraCast e ele é muitoooooooooooo fera, assim como todo mundo lá!!! Sem contar que é super engraçado, entende de cinema em níveis extremos e já fez várias entrevistas fodásticas ^^ ADORO!!!

    Beijinhoo ;**

  3. Julio Cesar comentou em

    Olá Raquel,

    Estou com esse livro na lista de compras, ainda não comprei pois tenho tantas coisas na frente ainda. Mais também sou fã do Barretão e o acompanho sempre no Rapaduracast.

    1. Adorei esse livro, Julio, e gostaria que mais pessoas dessem chance pra leitura nacional porque ela realmente está se superando graças ao talento dos nossos brasileiros :) Quando ler Filhos do Fim do Mundo, me conta o que achou! Beijo!

  4. O autor parece ser brilhante, minha nossa!

    Adorei a premissa do livro, uma ideia bem diferente das demais. Só por sua resenha já percebi o caos que envolve o livro. Se ele for metade do que disse, creio que seja MUITO bem escrito, porque para passar esse tom caótico tão bem, é bem difícil…

    Vou dar uma chance ao livro – já adicionei na minha lista :)

    Beijos, adorei a indicação ;)

    Mell Ferraz
    http://www.literature-se.com/

    1. Oi Meeeeeeel!

      Siiim, é brilhante, é tudo de legal. Eu me empolguei muito com o livro, achei a história fascinante e ousada. Pelo que tenho acompanhado, muita gente tem gostado também, e fico feliz com essa receptividade. Assim o Barreto se empolga e escreve mais \o/

      Beijo, querida! :*

  5. Adriana Wolf Bastos comentou em

    Nossa…fiquei super curiosa por esse livro!! Quando vi o nome…não dei muita bola….aí está a importância de uma boa resenha, como a sua. Fiquei vidrada e necessitando do livro!!!rsrsr
    Adoro essas histórias que te prendem e vc não quer mais largar o livro até ver o que acontece no final!
    Nunca li nada do autor, e acredito que seria uma ótima maneira de começar.
    Estou participando…e torcendo!
    Parabéns pela resenha!
    Adriana
    adribastos@hotmail.com

    1. Oi Adriana,

      Pois é, é um baita livro, um dos meus favoritos! Espero que aprecie a leitura :)

      Beijos!

    2. Fábio M. Barreto comentou em

      Oi Adriana,

      Você nunca leu nada meu, pq esse é meu primeiro livro! =D

      bjs e espero que goste!
      Fábio

  6. Mariana comentou em

    Você sabe que eu leria qualquer livro do selo Fantasy Casa da palavra né?

  7. Fabiana Almeida comentou em

    Raquel sério. Preciso ganhar rsrsrrs :P

    Essa questão da impossibilidade humana na Terra, infelizmente, a cada dia é mais “palpável” por vários motivos!
    Acredito que seja um livro que cumpre a função de despertar uma dúvida, um incômodo…
    Adoro quando uma leitura me confronta, preciso ler!!!! ^-^

    Beijooooo

    1. É muito tocante, Fabi! Eu não tenho filhos, e mesmo assim senti o impacto. Imagino você, sendo mãe. :)

      Beijo, querida! ♥

  8. Gustavo Cassiano comentou em

    Comecei a ler e nunca pude terminar =/ fui ficar em semana de provas e emprestei o livro… aí já viu =/ Mas pelo o que eu comecei a ler é muito bom o livro

    1. É sensacional! Tenta pegar ele de volta, Gustavo! Essa história merece ter seu final conhecido ;)

  9. Livro bom, autor fantástico.
    Sou fã do Barreto profissional e do Barreto pessoa, já falei pra ele esse livro tem que virar um longa. Ta pronto pra isso! =D
    ótima resenha pra variar :3

  10. Ana K. Almeida comentou em

    Estou super ansiosa para ler esse livro. Terminando o do George R. R. Martin que comecei ontem, partiu para ler esse. Achei super interessante a história, principalmente do que se trata e tal. Vale a pena ler. *-*

    1. É top, vale a pena Leandro! Emoção do começo ao fim :)

  11. Carol Nery comentou em

    Pra mim é um tempo bem pesado essas coisas de fim de mundo. Me deixam super pensativa…
    Mas, como não faltam recomendações e elogios, vou me aventurar. Espero gostar tanto quanto os amigos. Tudo que vi até agora está mesmo uma obra de arte.

    1. Oi Carol,

      É uma realidade pesada mesmo, mas o livro mexe muito com as emoções durante a leitura. Espero que você goste! :) Depois me conta o que achou, hein.

      Abraços!

  12. Liliana comentou em

    Mais um que vai para minha lista de desejos! Na verdade, muitas das dicas de leitura daqui foram leituras espetaculares! Espero que esse seja mais um ;)

    1. Opa, mais um pra você ler este ano, então <3 É um dos meus favoritos, tomara que você goste! Beijos!

  13. Beatriz comentou em

    Só me deixou com mais vontade de ler :O

  14. Shadai comentou em

    a premissa me lembrou o filme Filhos da Esperança, como se esse livro fosse um “prequel” do filme – ou seja, bastante interessante.
    gostei de não ter nomes e sim a profissão dos personagens, e haver ganchos ligando um a outro, muito coisa cinematográfica isso.
    se fizesse o devido sucesso poderia virar filme ou mini-série para tv, seria Foda!
    desejo todo o sucesso para o autor!

    1. Já pensou, Shadai? Seria muito, muito maneiro. No domingo vai sair um podcast com o Barreto onde ele vai contar alguns planos do livro. Vai que rola?! <3

      Espero que aproveite a leitura do livro, ele é espetacular. Li pela segunda vez há alguns dias, e me emocionei da mesma forma.

      Bjs!

  15. Como assim eu ainda não tinha ouvido falar sobre esse livro? Que sinopse é essa, minha gente? Quero pra ontem, fiquei morrendo de curiosidade!

    1. É muuuito maneiro, Deyse! Espero que tenhas a oportunidade de ler! :D

  16. Andrei Paraizo comentou em

    Nossa, me interesso por ficções desse tipo ainda mais quando se é brasileiro, quero bastante ler, mesmo perdendo essa promoção acho que vou compra-lo.

    1. Caso você não ganhe, você deve comprá-lo! Satisfação garantida ou sua reclamação respondida :P (não dá pra devolver dinheiro, né, rsrsrs). Brincadeiras à parte, espero, sinceramente, que você goste do livro. É trabalho de primeira qualidade. <3

  17. Aniole Lopes comentou em

    Definitivamente vou lê-lo!

  18. Maíra Souza comentou em

    Já tem um tempo que me interesso por esse livro. Deve ser ótimo!
    Espero ter a oportunidade de ler, ainda não tô podendo comprar. rs
    =*

    1. Oi Maíra,

      Vale cada segundo! Já emprestei o meu exemplar pra algumas pessoas e presenteei outras com o livro, e até agora não teve nenhuma nota baixa pra ele, hehehe. Baita história, tomara que tenhas a oportunidade de ler :)

      Beijo!

  19. Ochibi comentou em

    A cada resenha que leio, mais rápido quero que meu livro chegue.