Amor por Contrato explora os limites do “marketing invisível”

Por Raquel Moritz em - 2 comentários

Amor por Contrato, Demi Moore, David Duchovny

David Duchovny e Demi Moore dão vida ao casal Steve e Kate Jones, que vivem numa linda casa, com uma linda família e o carro esportivo mais novo, as mais badaladas festas da vizinhança, a decoração mais requintada e a comida de melhor qualidade. Seus filhos, Jenn (Amber Heard) e Mick (Ben Hollingsworth) são os mais populares do colégio, vestem as melhores roupas e tem as melhores dicas para os amigos. Tudo é perfeito, um verdadeiro sonho americano realizado.

Mas na realidade essa família perfeita é composta de quatro estranhos que nem sabem os sobrenomes uns dos outros, unidos por uma empresa que cria unidades familiares para se instalarem em uma vizinhança e propagarem seu estilo de vida. Com isso, as vendas dos produtos que usam aumentam, porque todos querem ser a família Jones. É o “marketing invisível”, como diz a líder da empresa (merchandising, nos termos corretos).

Assistir Amor por Contrato, para quem é publicitário, faz pipocar comentários e discussões de todos os gêneros. É claro que é ingênuo achar que a propaganda é culpada de tudo, mas é mais ingênuo ainda dizer que ela não tem culpa. Amor por Contrato mostra uma família que não apenas vive o sonho americano – ela o vende.

Com um bom ritmo, Amor por Contrato não chega a fazer uma crítica profunda ao consumismo, porque seu desfecho não tem o cuidado que merecia, mas a mensagem está ali pra quem quiser ler. O primeiro ponto é que faz a gente questionar até onde os profissionais de vendas podem chegar. O segundo, que faz parte da lição da história, é o que você doa para ter a vida perfeita.

Ficha Técnica

Título: Amor por Contrato (The Joneses)
Diretor: Derrick Borte
Ano: 2009
Gênero: Comédia, Drama
Duração: 96 minutos

2 comentários Comentar via blog

Comentários via facebook

Comentários via blog

  1. Thaís comentou em

    Peguei esse filme pelo meio agora pouco, Quequel. E como perdi uma boa parte da explicação dele, resolvi procurar alguma crítica e achei a sua, yay! <3

    Responder
    1. Raquel Moritz comentou em

      Olha só! Hahahaha :D

      Responder

Deixe um comentário

Theme developed by Difluir