Cem Escovadas Antes de ir para a Cama

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

Melissa Panarello é uma jovem escritora italiana que, com 18 anos lançou um livro chamado 100 Escovadas Antes de ir para a Cama, onde relata a descoberta da sexualidade (e promiscuidade) de uma garota de 15 anos. Para dar um quê de polêmica, a escritora emprestou seu nome à personagem que escreve em um diário todas as experiências sexuais que teve – e afirma ter acontecido com ela. Dois anos depois, o filme Melissa P. foi lançado.

No livro, Melissa é uma garota bem madura pra sua idade, mas com uma vida normal de estudos, aulas extras, amigas e família. Apaixonada por si mesma, a garota tem consciência de que para ela, seu corpo é o que há de mais sagrado.

A curiosidade e encanto por um rapaz mais velho faz com que Melissa perca a virgindade com ele de maneira praticamente contratual: sexo até que ele não queira mais, sem opção de apaixonar-se. Depois de tanto ser destratada e humilhada pelo garoto, Melissa passa a entregar seu corpo a qualquer um que peça, em busca de alguém que entenda sua real motivação: sua paixão, sua vontade de ser amada.

Enquanto isso não acontece, a jovem pula de cama em cama, entregando-se aos excessos carnais com homens que não a amam. Melissa é uma lolita, e gosta de provocar todo e qualquer homem que se coloque à sua frente.

O livro é um relato de dois anos de uma adolescente que busca encontrar a si mesma através do sexo. Mas falta sinceridade na escrita. A autora afirma que o texto é original dos seus diários, mas ela mesma se identifica como escritora erótica e apaixonada por literatura desse gênero. Até mesmo seus pais acreditam que tudo não passa de imaginação da filha, embora ela insista que escrever este livro funcionou como uma espécie de purificação para que ela deixasse radicalmente seu passado para trás. Eu acho que ela leu Lolita e colocou em prática tudo o que aprendeu nesta literatura, publicada bem antes de ela nascer. O próprio narcisismo da personagem já foi visto em outras obras. A Bruna Surfistinha da Itália não é tão original e não envolve o leitor. Ao menos a estrutura do livro ajuda: o diário tem uma leitura rápida e informal ao longo de 157 páginas e tem download em tudo o que é canto.

Ficha Técnica

Título: 100 Escovadas Antes de ir para a Cama
Autor: Melissa Panarello
Ano: 2003
Editora: Objetiva
Gênero: Romance
Número de páginas: 157

Você também pode gostar de:
Melissa P.

A fragilidade dos laços humanos em “Amor Líquido”

Amor Líquido, de Zygmunt Bauman é um discurso sociológico que te abre os olhos. Bauman fala sobre a fragilidade dos laços humanos, a insegurança que inspira desejos conflitantes, a vontade de apertar os laços e, ao mesmo tempo, mantê-los frouxos. A liquidez a que se refere, ao contrário dos termos bancários – que é potencializador […]

Ler o post

Mate-me Por Favor – Uma História Sem Censura do Punk

Lou Reed – Estou completamente sozinho. Ninguém para conversar. Dá uma chegada aqui, daí posso falar com você. Nas primeiras linhas de “Mate-me Por Favor – Uma História Sem Censura do Punk”, Legs McNeil e Gillian McCain mostram que o Punk Rock não é uma história única, e sim a coletânea de fatos narrados pelos […]

Ler o post

O Caçador de Pipas, livro de Khaled Hosseini

Amor e honra, culpa e medo, memória e redenção: certas decisões que tomamos permanecem em nossa memória anos a fio. Khaled Hosseini, escritor nascido em Cabul, conquistou o mundo com seu romance ambientado em um Afeganistão que vivia seus últimos dias de Monarquia. Amir e Hassan cresceram juntos, dividindo o mesmo leite, as mesmas brincadeiras […]

Ler o post

Stupid White Men: Uma Nação de Idiotas

“O 911 não funciona. O 411 não funciona. Os telefones celulares não funcionam e, quando funcionam, estão na mão de algum idiota na mesa ao lado que discute com seu corretor de ações enquanto tentamos comer nosso jantar. Liberdade de escolha é uma coisa do passado. Fomos reduzidos a seis empresas de comunicação, seis empresas […]

Ler o post

Um Grande Garoto, livro de Nick Hornby

Eu acho que nunca havia lido um livro enquanto andava pelas ruas. Mas isso foi antes de conhecer este livro. Eu simplesmente não queria me separar de nenhum parágrafo dele, enquanto me apaixonava por Will e Marcus. Meu sentimento com este livro foi imediato, diferente de Alta Fidelidade, como comentei há alguns dias. Will é […]

Ler o post

Clube dos Corações Solitários, de André Takeda

“Se você rir, é porque valeu a pena. Se você sorrir, é porque é dos meus. E, como diz Jules Feiffer, maturidade é uma fase, adolescência é para sempre“. – André Takeda E assim começa, nas palavras do próprio autor, o “Clube dos Corações Solitários”, uma história envolvente e cheia de clichês. Mas antes que […]

Ler o post

Alta Fidelidade, livro de Nick Hornby

Eis meu primeiro contato com Nick Hornby, ex-professor e atual morador da zona norte de Londres. Alta Fidelidade (compre aqui) me exigiu mais envolvimento do que eu estava disposta a oferecer, porque demorei para me render às semelhanças nada nobres do personagem. Rob Fleming é um recente solteirão, largado pela ex-namorada Laura (e por todas […]

Ler o post