David Levithan explica o amor em um dicionário

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

the lovers dictionary david levithan, livros em ingles, dicionarios em ingles, pipoca musical, raquel moritz

autonomy, n.
“I want my books to have their own shelves”, you said, and that’s how I knew it would be okay to live together.

O dicionário Aurelio define amor como “afeição viva por alguém ou por alguma coisa; paixão, gosto vivo por alguma coisa; zelo, dedicação”. David Levithan, na página 136 do seu The Lover’s Dictionary, é menos pretensioso: “não vou nem tentar” (definir).

The Lover’s Dictionary (adicione ao Skoob) é um livro com um dos formatos mais criativos que já vi. David Levithan, que você já conhece do livro Will Grayson, Will Grayson, conta uma história de amor através de verbetes de um dicionário, evidenciando partes do relacionamento de um casal com palavras cuidadosamente escolhidas.

the lovers dictionary david levithan, livros em ingles, dicionarios em ingles, pipoca musical, raquel moritz

breathtaking, adj.
Those mornings when we kiss and surrender for an our before we say a single word.

Em essência, The Lover’s Dictionary conta uma história completa: como o casal se conheceu, como decidiram morar juntos, os altos e baixos, as alegrias simples de uma garrafa de champagne como café da manhã, como se acostumaram um ao outro, como as coisas ficam complicadas e tudo o mais.

Poderia ser uma historinha clichê, mas seu formato garante que (a) você vai se deliciar com a história, (b) vai sorrir (ou chorar?) e anotar cada palavra que te desperta algo semelhante e, de quebra, (c) melhorar seu vocabulário (em inglês e português).

the lovers dictionary david levithan, livros em ingles, dicionarios em ingles, pipoca musical, raquel moritz

dispel, v.
It was the way you said, “I have something to tell you.” I could feel the magic drain from the room.

Levithan explora todo o espectro de emoções despertadas em uma relação. Esteja você apaixonado ou não, é fácil relacionar alguns dos verbetes à sua vida. Muito se passa em poucas palavras e, mesmo sem saber o nome dos personagens, essa é uma das histórias de amor mais sinceras – e cruas – que já li.

Já que li este livro em inglês, e é muito mais simples entender contextos do que palavras isoladas, tornei o meu livrinho um dicionário particular. Anotei de lápis a tradução de cada verbete para que me ajudasse a compreender o contexto desse romance. Pode ser uma boa dica pra você também. :)

the lovers dictionary david levithan, livros em ingles, dicionarios em ingles, pipoca musical, raquel moritz

encroach, v.
The first night we spent together, I couldn’t sleep. I wasn’t used to your breathing, your feet on my legs, your weight in the bed. In truth, I still sleep better when I’m alone. But now I allow that sleep isn’t always the most important thing.

Desde sua adolescência, Levithan escrevia histórias especiais para seus amigos e familiares no Dia de São Valentin (14 de fevereiro), mas chegou um ano em que as ideias tinham sumido e a data se aproximava. De acordo com o autor, a inspiração veio de um livro chamado Words You Need to Know, que o fez pensar em como seria interessante contar um relacionamento através de palavras aleatórias em ordem alfabética, com definições que lembrassem um dicionário.

Achei a ideia fantástica. Espero que tenham curtido, e que realmente tenham a oportunidade de ler essa história. Esse foi o livro do mês do meu Book Challenge, indicado pela Bruna Miranda, do blog Um Pouco Disso e Aquilo, que começou a ler ele do meu lado, no metrô de São Paulo. Fui fisgada no primeiro verbete, espero que vocês também. :)

Ficha Técnica

Título: The Lover’s Dictionary – A Novel
Autor: David Levithan
Editora: Pan Books Limited – Picador
Páginas: 215
Compre: Book Depository | Amazon
Skoob: adicione na sua estante

Comentar resposta para Anna Marçal Cancelar

Comentários

Comentários do Facebook

22 comentários via blog

  1. Bruna comentou em

    Olha eu! <3 hahahaha
    The Lover's Dictionary é incrivelmente criativo, fofo e original. Cada palavra tem um significado ou uma historinha tão deliciosa que não tem como não sorrir com cada página. Que bom que eu te influenciei a gostar tanto dele também :D
    Depois de Will Grayson, Will Grayson e esse, não tem como não admirar a criatividade do David :)

    As fotos estão (como sempre) lindíssimas! E a resenha ficou ótima, Quel! Parabéns!

    Beijos! <3

    Bruna
    http://umpoucodissoeaquilo.com.br

    1. Oi, Bru!

      Pois é, influenciasse mesmo. Adorei a dica, e gostei de ter lido agora. Tava precisando duma historinha assim. Ela é muito sincera, né? Mesmo não dando nomes (nem gêneros), a gente se envolve.

      Fico feliz em saber que gostasse das fotos, da resenha e tudo o mais. <333

      Beijo gigaaaante! ;*

  2. Mariana comentou em

    Esse autor tá com tudo nesses ultimos meses o.O

    1. É, ele tem vários publicados, muitos no Brasil, inclusive. Queria ver a tradução de Boy Meets Boy (2003), Dash & Lily’s Book of Dares (2010), e Two Boys Kissing (2013) por aqui. :) Bjs!

  3. Ah fiquei mega interessada nesse livro, correndo comprá-lo *—*
    Precisando de um livro pra o meu book challenge também.

    Gostei da dica.
    Beijos

    1. Oi Thamires,

      Vais adorar esse aqui, então! Acho que é uma boa dica pra colocar no Book Challenge, ajudou a melhorar meu vocabulário, tinha verbos e adjetivos que eu não conhecia (a bem da verdade, nem em português, rsrsrs), então foi ótimo. Livro lindinho mesmo, adorei e recomendo ♥

      Beijos!

  4. Lygia comentou em

    Que indicação delícia para esse 14 de fevereiro, hein? <3
    Levithan tem um jeito único, porém, bem leve de contar suas histórias, e é isso que eu mais gosto em sua escrita. É muito próximo de nós, mesmo que ele narre alguma coisa próxima do fantástico (no caso de Todo Dia).

    Já está anotada essa indicação! ;)

    Beijos!
    Lygia – Brincando com Livros

    1. Oi Lygia!

      Ele é ótimo mesmo, e segue um estilo de literatura que eu aprecio bastante. Gostei muito do que já li dele (e vi, Nick & Norah tem um filme baseado no livro que é bem legal), mas ainda estou curiosíssima com Todo Dia (!!!!), parece fantástico. Eu li esse The Lover’s Dictionary essa semana e lembrei que, por coincidência, o Valentine’s Day era hoje. Caiu bem, né? :}

      Beijo!

      1. Lygia comentou em

        Caiu muito bem! Aproveita se não tiver Todo Dia ainda, que ele está 8,91 na Americanas! ^.~

        Beijos!

  5. Anderson comentou em

    Gostei do livro. Vou comprar assim que possível :D Ainda não li um livro em inglês (comprei “infinity Ring – A Mutiny in Time” mas ainda não li:p ) mas esse livro parece mesmo uma ótima oportunidade para me familiarizar com o idioma. :)

    1. Acho que é um ótimo pontapé inicial, Anderson! A escrita é simples, e o fato de ~ser~ um dicionário já faz a gente aprender um pouco mais. Me avisa depois se curtir ;)

  6. Isabela comentou em

    Que livro lindo, delicado e espetacular… Estou simplesmente apaixonadaaa… Quero demais um pra mim!!! Rsrsrs…

    Bjs bjs ;)

    1. É sensacional mesmo, adorei a proposta e adorei a história. <3 Bjs!

  7. Nossa só de ler sobre a forma em que o livro é disposto já me nasceu uma vontade enorme de lê-lo, adoro as formas criativas que alguns autores encontram de escrever um romance, a tempos quero ler algo do Levithan, quem sabe não começo por esse ainda aprimoro meu inglês, né? rs
    Seu blog é muito fofo, esse seu lay, tããõ amor! Parabéns!

    http://www.livrologias.blogspot.com.br

    1. Oi Camila,

      Eu também gosto quando os autores inovam no formato. O último que me surpreendeu foi o Daniel Handler com “Por isso a gente acabou“, que é uma carta em forma de livro. E esse do dicionário, nossa, fiquei surpresa e apaixonada. Super indico pra quem quer aprimorar o inglês.

      E hey, muito obrigada pelo elogio <3 Ainda to apaixonadinha pelo layout *_*

      Bjs!

  8. Anna comentou em

    Ah, que livro fofo! Adorei a capa.
    Ra, o blog novo está sensacional. <3

    1. É muito fofinho mesmo, eu adorei! E obrigada pelo elogio, Anna <3 Bjs!

  9. Tenho esse livro nos meus desejados do skoob só por causa da capa, admito! rs Adorei finalmente ter visto uma resenha e amei a sua!! As fotos ficaram incríveis, realmente me passaram seus sentimentos pelo livro! Mto louco??? rrsrsrs

    Acho que vou correndinho no bookdepository comprar o meu! ^^

    1. Oi Dani,

      Esse livro é bem fofinho, fico feliz em saber que você curtiu a resenha e as fotos *_____* Adorei fazer estas em particular porque tinha soooollll e era uma manhã fresquinha hehehe.

      Corre lá no BD! \o/

      Beijoca :*

  10. Anna Marçal comentou em

    Ain parece ser muito bom e muito lindo. Quero ler!