Em busca do leite das crianças em Fortunately, the Milk, livro de Neil Gaiman

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

COMPRE AGORA: Capa dura (USA) | Capa comum (USA) | Box com 3 livros | Audiobook

“We can’t eat our cereal,” said my sister, sadly.
“I don’t see why not,” said my father. “We’ve got plenty of cereal. There’s Toastios and there’s muesli. We have bowls. We have spoons. Spoons are excellent. Sort of like forks, only not as stabby.”
“No milk,” I said.
(…)
“You poor children,” he said. “I will walk down to the shop on the corner. I will get milk.”

fortunately the milk resenha, fortunately the milk, pipoca musical, raquel moritz, livros em ingles, dicas de livros infantis, livro infantil, cereal livros, neil gaiman livros, fortunately the milk usa version

2013 tem sido um ano legal para os fãs de Neil Gaiman. Três meses após o lançamento do excelentíssimo “O Oceano no Fim do Caminho“, o britânico publicou “Fortunately, the Milk“, uma aventura infantil bem divertida, que aposta nas ilustrações para suportar a história.

Fortunately, the Milk (adicione ao Skoob) é narrado por um garoto que está em casa com o pai e a irmã mais nova, sem leite para o seu cereal matinal. O pai sai em busca do leite e demora muito para retornar. Quando ele chega, ele traz mais do que leite: ele conta exatamente o que aconteceu durante seu caminho de volta para casa.

fortunately the milk resenha, fortunately the milk, pipoca musical, raquel moritz, livros em ingles, dicas de livros infantis, livro infantil, cereal livros, neil gaiman livros, fortunately the milk usa version

“I am even further from my children and our breakfast,” I said.
“You have your milk,” he said. “Where there is milk, there is hope.”

Uma espécie de abdução + viagem no tempo leva o pai das crianças a uma jornada para salvar o mundo. Durante esse tempo, ele encontra piratas, wumpiros (uhum, com w), dinossauros cientistas, alienígenas, balões de ar quente, pedras preciosas, entre outras peripécias adoráveis.

Neil Gaiman contando a história

Well, o livro é cheio de palavrinhas que precisam de certa entonação pra fazer sentido para as crianças, e como a minha curiosidade era grande, fui atrás do audiobook desse livro para ter um apoio em áudio.

fortunately the milk resenha, fortunately the milk, pipoca musical, raquel moritz, livros em ingles, dicas de livros infantis, livro infantil, cereal livros, neil gaiman livros, fortunately the milk usa version

“MILK!” they exclaimed, and they prostrated themselves on the ground.
“We have a prophecy,” said the fat man, “that when a man and a spiny-backed monster descend from the skies on a rounf floaty thing -”
“Floaty-Ball-Person-Carrier,” said the little thin man.
“Yes. One of those. We were told that when that happened, if the man held up milk then we were not to sacrifice them.”

Ouvir o próprio Neil Gaiman narrando suas histórias, fazendo as entonações corretas e as encenações necessárias, é uma experiência completa. Me empolguei tanto que li o livro novamente, desta vez acompanhando o áudio de 58 minutos.

fortunately the milk resenha, fortunately the milk, pipoca musical, raquel moritz, livros em ingles, dicas de livros infantis, livro infantil, cereal livros, neil gaiman livros, fortunately the milk usa versionfortunately the milk resenha, fortunately the milk, pipoca musical, raquel moritz, livros em ingles, dicas de livros infantis, livro infantil, cereal livros, neil gaiman livros, fortunately the milk usa version

“Do not, whatever else you might do,” said the professor, “touch those two stones together.”
“Why not?”
“Because, according to my calculations, if the same object from two different times touches itself, one of two things will happen. Either the Universe will cease to exist. Or three remarkable dwarfs will dane through the streets with flowerpots on their heads,”
“That sounds astonishingly specific,” I said.
“I know. But it is science.”

Impossível não ler em voz alta, fazendo gestos e fingindo que tem uma platéia de crianças ao seu redor. Muito legal. :)

Edição americana e edição inglesa

O livro Fortunately, the Milk tem duas edições. Essa que usei nas fotos é a edição americana, escrita por Nei Gaiman e ilustrada bonitamente por Skootie Young. Os desenhos tem um caráter menos infantil, de certa forma mais sombrio. No Brasil, o trabalho do Skootie é conhecido por conta da revisão de O Mágico de Oz do selo Marvel lançada pela Panini este ano.

capas fortunately the milk neil gaiman cover difference

“(…) When a huge and good-looking spiny-backed individual -”
“Monster,” I told him. “The prophecy said monster.”
“Accompanied by a scrawny human being of revolting appearance -” said Professor Steg.
“That was not necessary.”

Já a edição inglesa conta com ilustrações de Chris Riddell e traz um traço bem infantil. O pai, nesse caso, é a caricatura perfeita de Neil Gaiman em busca do leite.

[LEIA+: Conheça outras obras de Neil Gaiman]

As ilustrações certamente enriqueceram o livro. Tentei mostrar algumas delas nas fotos aqui do blog, mas nossa, são dezenas! Observação: fazer essas fotos foi, no mínimo, divertido. Fui em busca de dinossauros de brinquedo, comprei Sucrilhos e revivi a infância por meia hora, hahaha.

fortunately the milk resenha, fortunately the milk, pipoca musical, raquel moritz, livros em ingles, dicas de livros infantis, livro infantil, cereal livros, neil gaiman livros, fortunately the milk usa version
fortunately the milk resenha, fortunately the milk, pipoca musical, raquel moritz, livros em ingles, dicas de livros infantis, livro infantil, cereal livros, neil gaiman livros, fortunately the milk usa version
fortunately the milk resenha, fortunately the milk, pipoca musical, raquel moritz, livros em ingles, dicas de livros infantis, livro infantil, cereal livros, neil gaiman livros, fortunately the milk usa version

The sky went dark.
(…)
“I don’t like this place,” I told the professor.
“I don’t see why not,” he said. “It looks as if it would be very nice when the sun comes up.”

Não sei se alguma editora brasileira irá lançar este livro em breve (Felizmente, o Leite?), mas deixo a dica de antemão. É uma história engraçadinha pra contar para os seus filhos (ou pais, como eu fiz; minha mãe deu risada).

Espero que tenham curtido a resenha. Deixem seus comentários e confiram o especial completinho do Neil Gaiman no blog. ;D

Ficha Técnica

Título: Fortunately, The Milk
Autor: Neil Gaiman
Ano: 2013
Editora: HarperCollins
Gênero: Infantil, Fantasia
Páginas: 128
Skoob: adicione na estante
Comprar: Edição Americana (Skootie Young) | Capa dura (USA) | Capa comum (USA) | Box com 3 livros | Audiobook

Comentar resposta para Jandson Cancelar

Comentários

Comentários do Facebook

15 comentários via blog

  1. Diego comentou em

    Raquelzitxá :))

    Eu ADOREI a resenha! Como esse cara consegue pegar um tema tão simples ~leite no café da manhã~ e transformar em uma história sensacional?
    Depois de ler O Oceano percebi o quanto Gaiman curte esse lance de imaginação além de qualquer coisa. O melhor é ele fazer isso conosco, com mais de vinte aninhos, virarmos crianças novamente, fazendo os pensamentos fluírem. Até mesmo aquela sensação gostosa de nostalgia. Quem nunca tomou café da manhã com cereais? hahaha :P

    Sinceramente, espero que lancem no Brasil esse livro, me interessei demais por Gaiman depois de Oceano.

    E as fotos? Preciso dizer algo? Dinossauros são vida geeeeente *—*

    Um beeeeeijo <3333333

    1. Ooooi!!!!

      “Dinossauros são vida”, aehuaehuhea. Até dei nome pros dinos, Diego! :)

      Realmente, quando terminei de ler o livro e fui contar pra minha mãe como era a história, eu nem conseguia acreditar que tava falando de uma abdução envolvendo leite para o café da manhã. É simples, né? Hahehae. Desconfio que o livro será publicado no Brasil, e meu palpite é que seja a Rocco, pois eles investem na linha infantil do Gaiman. Oremos, né? :)

      Beijo grande, querido. Obrigada pela visita! ♥

  2. Jandson comentou em

    Esse eu ainda não li.

    1. Foi lançado em setembro, e é bem bacana. Espero que venha logo pro Brasil :)

  3. Amei a história!
    Novamente, Gaiman surpreendendo na arte de cativar crianças e ensiná-las, até mesmo adultos…
    Suas resenhas, como sempre, instigam qualquer um a ler o livro! haha
    Só lamento, e muito, não ser fluente em inglês para poder lê-lo :/
    Mas espero pela versão em pt ;)
    Beijos!

    1. Oi Júlia,

      Fico feliz que goste das resenhas, servimos bem para servir sempre (hehehe). :)

      Acredito que logo alguma editora brasileira traga o livro pra cá. Sempre ajuda pedir a elas, também. A Rocco é uma que publica obras infantis do Gaiman, quem sabe a gente não manda algumas mensagens?

      Beijo!

  4. Karina Sales comentou em

    No aguarda da versão em português :-)

    1. Quero só ver quais desenhos que vão trazer pra edição brasileira :P

  5. Thais Alves comentou em

    A jornada do leite, só o Neil mesmo pra escrever algo assim!!

  6. Shadai comentou em

    Ao ler a resenha logo me veio a mente como se fosse uma clássica fábula britânica, que todas crianças ouvem de seus pais quando eles chegam em casa atrasados hahahaha

    1. Hahaheeha, verdade né!? Mas bem que eu queria que minha mãe contasse essas histórias quando ela se atrasava no trabalho. :P

  7. Thaís comentou em

    A cabeça do Neil Gaiman deve ser uma loucura total. O cara tem ideias geniais transbordando, caindo pelas beiradas. Gostaria de ser 10% do que ele é, sinceramente.

    Fiquei curiosa para ler esse livro, Quel. Na verdade, quero ler e ouvir Gaiman contando a própria história. <3

    1. Hahahahahaha, sim, muitas ideias fervilhando o tempo todo, acho incrível também! Já pensou ter 10% da criatividade dele (ou do sotaque, HÁ ♥). Me diverti lendo esse livro, quero um dia poder ler ele pra uma criança, rsrsrs.

      Beeeijo! :)