Sweet Tooth – Uma jornada surpreendente

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

sweet tooth, quadrinhos resenha, pipoca musical, karoline kunieda
* FOTOS E TEXTO POR KAROLINE KUNIEDA

Fazia tempo que não me sentia tão extasiada ao ler uma história, como me senti lendo Sweet Tooth. A série, escrita por Jeff Lemire, é recheada de surpresas e referências ao mundo pop, principalmente no que tange aos cenários pós apocalípticos. Mas não nos deixemos enganar, não é nada do que estamos acostumados a ler por aí, a história é realmente singular, e consegue misturar elementos mitológicos, cenários apocalípticos e chocolate num mesmo enredo. Começou a ser lançada no Brasil pela editora Panini Comics em Novembro de 2012, e sua conclusão foi lançada somente em Fevereiro de 2014.

sweet tooth, quadrinhos resenha, pipoca musical, karoline kunieda

Sweet Tooth narra a jornada de Gus, um menino-cervo – sim, isso mesmo, um personagem híbrido! – apaixonado por chocolate e extremamente ingênuo, que após ter perdido seus pais para a praga que devastou o mundo, sai de sua reserva e se aventura numa viagem com quem chama de “Grandão”, mais conhecido como Jepperd, um personagem durão que aprendemos a amar com o tempo. Afinal, é um mundo pós apocalíptico, não existem (muitas) pessoas boas.

Os personagens são muito intrigantes, possuem características fortes e marcantes e, por estarem num mundo tão cruel demostram, num primeiro momento, a hostilidade dos homens.

sweet tooth, quadrinhos resenha, pipoca musical, karoline kunieda

Dividida em seis volumes, “Saindo da Mata”, “Cativeiro”, “Exército Animal”, “Espécie em Extinção”, “Habitat Anormal” e “Depois do Apocalipse”, a jornada de Gus prende o leitor do começo ao fim, e o deixa extremamente ansioso pela continuação da história. Li a série depois de sua conclusão e terminei todos os volumes em menos de um mês! Fico imaginando a ansiedade e tensão do leitor que acompanhou a série desde o começo, ainda mais por se tratar de uma série com a data de publicação não definida.

Em cada volume acompanhamos uma etapa da viagem de Gus para descobrir sua origem e, assim, tentar desvendar o mistério da praga que assolou a humanidade. Em cada uma dessas etapas novos personagens surgem, e com eles novas surpresas – que na maioria das vezes não são tão boas.

sweet tooth, quadrinhos resenha, pipoca musical, karoline kunieda

A leitura é prazerosa e chama a atenção do leitor pois, por mais que pareça impossível, a certa altura da história, os personagens começam a se entrelaçar e moldar o quebra-cabeças que é Sweet Tooth.

Nos apaixonamos por cada um deles e ficamos na expectativa para que cada um encontre seu rumo. Sweet Tooth é uma série que relata a amizade em seu mais puro significado. É uma história de como a humanidade pode ser cruel, mas ao mesmo tempo tão singular que pôde se aproximar de seres tão amáveis quanto Gus e seus amigos. É a história de um menino-cervo e um homem que já tinha desistido de lutar. É a história de uma nova espécie, que muito se parece com a nossa, e por isso nos faz voltar a imaginar um mundo mais puro e amoroso, talvez até mesmo utópico.

sweet tooth, quadrinhos resenha, pipoca musical, karoline kunieda

Ficha Técnica

Título: Sweet Tooth
Autor: Jeff Lemire
Ano: 2012/2014
Gênero: Quadrinhos
Editora: Panini
Skoob: conheça o autor
Compre: Comix

Deixe seu comentário

Comentários

Comentários do Facebook

4 comentários via blog

  1. Oi Karollllll,

    Primeiramente, obrigada por escrever para o Pipoca Musical. <3 Eu adorei seu texto e espero vê-la mais vezes por aqui (momento folgada, hahaha).

    Em segundo lugar, mas não menos importante, já ouvi falar de Sweet Tooth, mas nunca peguei nem na mão pra ver como era. Agora arranjei mais quadrinhos pra minha wishlist, hahahaha. Parece ser bem fofo, e o clima da história é algo que me agrada.

    Beijo grande, querida. :)

  2. Oiiiie!
    Espero poder escrever mais por aqui também! Adorei! *-* Você não vai se arrepender em ler essa HQ, é realmente muito boa! Fiquei viciada, e virei fã. Fiquei sabendo que mais obras desse autor serão lançadas aqui no Brasil, se for do mesmo nível de Sweet Tooth, vem coisa boa por aí!

    Beijos ♡

  3. Que demais essa arte. Gosto muito desse estilo que parece bem surtado e bem anguloso. Me lembra bastante do estilo de animações.

    Fico pensando só se uma criança iria gostar de uma história assim. Com camadas mais adultas, mas com uma mensagem positiva. Me lembro de ter visto várias animações nessa pegada, quando era pequeno, e ficava bem encabulado, porque não conseguia entender, mas aquilo prendia minha atenção. Até hoje tem algumas que ainda fazem isso…

    1. Oi Nicolas

      A arte é bem detalhada. Acho que uma criança até poderia se interessar pela arte, mas não sei se Sweet Tooth é o mais recomendado para o primeiro contato com esse tipo de arte, porque a história tem um conteúdo bem adulto, justamente por isso ela foi publicada pela Vertigo, um selo da DC para adultos.

      Beijos!