Quadrinhos de 1968 aos dias atuais em uma edição especial

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

capa historia moderna dos quadrinhos, livro wmf martins, pipoca musical

Quem gosta de quadrinhos? E quem tem curiosidade de ler sobre eles? Dan Mazur e Alexander Danner se juntaram para realizar uma pesquisa acerca dos últimos 50 anos de quadrinhos em três regiões do mundo (América do Norte, Europa e Ásia) para transformar o estudo em um livro: Quadrinhos: História Moderna de uma Arte Global (adicione ao Skoob).

O livro é imponente já pela edição em si: são aproximadamente 300 ilustrações na cor original retiradas de revistas em quadrinhos, mangás, historietas e outros formatos, junto à informações sobre estilos, artistas, roteiristas e épocas. São só 320 páginas, mas a diagramação criativa e as informações fazem parecer muito mais.

sumário indice historia moderna dos quadrinhos, livro wmf martins, pipoca musical

Os autores fornecem uma introdução rápida sobre cada tema e dividem o livro em três partes temporais, cobrindo o trabalho produzido entre 1968 e 1978 (Parte I), 1978 e 1990 (Parte II) e dos anos 1990 pra frente (Parte III).

O livro aborda os quadrinhos undergrounds, o mainstream norte americano, traz várias informações sobre mangás e o ressurgimento do gênero japonês, o início das graphic novels (♥), o amadurecimento da cena editorial européia, fala sobre Sandman, publicações independentes e novos formatos, e também a aceitação dos leitores com essas diferenças.

sandman, historia moderna dos quadrinhos, livro wmf martins, pipoca musical

Por conta do corte no tempo que eles usaram para falar dos quadrinhos, alguns nomes passaram rapidamente pelo texto, sem um tratamento mais aprofundado. Penso que isso é inevitável quando a amostra estudada é tão extensa. Como leitora de alguns estilos de quadrinhos, fiquei satisfeita com a abordagem do livro. Se eu fosse uma grande estudiosa e quisesse usar o material como fonte para algo maior, não sei se seria de tanta valia. Explico: a edição é maravilhosa, mas parece lidar com uma estrutura de enciclopédia. Vira um livro de consulta, mais do que uma obra que analisa profundamente cada período.

A revisão técnica do livro é do Waldomiro Vergueiro, doutor em Comunicação e coordenador do Observatório de Histórias em Quadrinhos-OHQ.

historia moderna dos quadrinhos, livro wmf martins, pipoca musical

Alguém aí se encarna em ler Quadrinhos – História Moderna de uma Arte Global? Gostam desse tipo de livro? Deixe seu comentário. :)

Esse livro foi cedido pela Editora WMF Martins Fontes pela parceria com o Pipoca Musical. Acompanhe as novidades da Editora nos canais:
Site | Facebook | Twitter

Ficha Técnica

Título: Quadrinhos – História Moderna de uma Arte Global
Autora: Dan Mazur e Alexander Danner
Ano: 2014
Gênero: Quadrinhos
Editora: WMF Martins Fontes
Páginas: 320
Compre: Americanas | Submarino
Skoob: adicione a sua estante

Comentar resposta para Thaís Cancelar

Comentários

Comentários do Facebook

14 comentários via blog

  1. Lá vem você com mais sugestões para me fazer gastar! Saiba que tive que comprar O fantasma de Anya correndo por sua culpa…rsss. Gosto muito de quadrinhos, mas não conheço muito sobre a parte técnica e histórica, seria um bom aprendizado. Abraço!

    1. Hahahahahaha, pois é, mas espero que você adore a Anya que nem eu <3 (já leu? gostou? me conta!).

      E sobre este aqui, pra quem não sabe nada - como era meu caso!!! - é um mundo sem fim de informações. Vale a pena. Acho que quem mais vai torcer o bico são os mega fãs de quadrinhos que decoram todos aqueles nomes, sabe, hehehe. Mas posso estar errada, só vou saber quando alguém desse nível ler de cabo a rabo.

      Beijo!

      1. Sim, gostei muito da história de Anya, é uma gracinha. Na proxima semana vou postar uma resenha sobre ele. Com certeza os fãs mais críticos de quadrinhos vão torcer o nariz sim. Bjo!

  2. Eu gosto bastante de ler a respeito da história e produção das HQs, as vezes até mais que certas histórias.

    Eu acho bem legal, por essas obras tratarem o quadrinho como uma mídia global, e não somente americana. O ruim é que, ao menos na minha opinião, as HQs e Graphic Novels ainda tem um acesso difícil, principalmente ao público mais leigo, como eu. Se não forem, ou mesmo se forem histórias de grandes editoras, ainda existe o problema do preço, e periodicidade, caso seja uma série.

    Também acho um pouco enfadonho, quando livros de metodologia e tal, tem uma narrativa muito técnica demais. Uma boa dica são os livros do Scott Mccloud, que abordam a estrutura dos quadrinhos, e consequentemente de orbas e sua história, de forma muito divertida e dinâmica. É bem legal pra que quer aprender mais sobre a “alma e esqueleto” das HQs.

    1. Num sei se a distribuição e precificação das séries de quadrinhos e graphic novels são ruins no exterior, mas no Brasil é complicado acompanhar mesmo, isso que a Panini Comics ainda faz um ótimo trabalho, na minha opinião.

      Gostei da tua dica do Scott, vou ver do que se trata, mais de perto.

      Beijo!

  3. Kellen comentou em

    Que incrível Raquel! Não conhecia e preciso desse livro tipo… agora!hahahah Brincadeiras à parte, fico bem contente de ver que o mercado editorial está apostando cada vez mais nos quadrinhos e graças a isso agora encontramos com muito mais facilidade este tipo de trabalho aí. Obs1: Uma dúvida: o livro é uma espécie de guia(ou almanaque) dos quadrinhos?
    Obs2: Já vi que vou ter que apelar pra Nossa Senhora da Literatura pra dar conta de me segurar nessa bienal e não gastar mais do que posso e do que eu tenho,rsrs.

    1. A Nossa Senhora da Literatura, Padroeira dos Leitores, tá trabalhando horrores ultimamente, hahaha. Será que vai ter um descontão no estande da WMF? Podia, né?! <3

      Mas voltando ao foco, o livro é pra ser a história dos quadrinhos em ordem cronológica mesmo, mas meio que a forma como os temas são separados tornam ele uma "enciclopédia", sim. Você espia o sumário e já dá de cara com algum tema que te atrai. Pra saber mesmo onde que cada autor ou obra é mencionado, só olhando no final do livro. Não sei se expliquei direito... :P

      Beijoca <3

  4. Gente, meu irmão vai pirar com esse livro!
    Já vou mostrar para ele. :)

  5. Thaís comentou em

    Apesar de nunca ter sido a maior fã de quadrinhos, hoje vejo a importância que têm para a construção literária e para propagação de uma arte que pode transformar opiniões.

    Parece ser um livro muito legal, Quequel! <3

    1. Eu sou bem chegada em graphic novel, gosto da forma que arte e texto se misturam. <3

      Beijo Thaíísss <3

  6. Que diagramação maravilhosa!
    A Dani, que escreve no blog acabou me viciando em quadrinhos e hoje não consigo ficar muito tempo sem ter um para ler. Essa indicação já está anotadinha, adorei a proposta e a sua resenha! ♥

    Beijocas ;*

    1. Hahaha, é um caminho sem volta esse de gostar de quadrinhos, viu?! Esse livrão aí só vai te deixar com mais vontade de ler tudo o que puder de comics já lançados. Beeeijo! =*** ♥