A Busca Onírica por Kadath: entrando no mundo de Lovecraft

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

a busca onirica kadath, hp lovecraft, pipoca musical

Então que eu resolvi começar a ler HP Lovecraft. Já tinha ouvido falar dele, naturalmente, mas foi só quando citaram este livro em especial em um encontro do Vórtice Fantástico que minha atenção foi realmente conquistada. E, claro, quando fui comprar presentes de Natal pros amigos e encontrei uma estante na livraria com várias obras dele nessa capa linda da Editora Hedra.

A Busca Onírica por Kadath (adicione ao Skoob) é protagonizada por Randolph Carter que, depois de sonhar três vezes com uma maravilhosa cidade ao pôr do sol e acordar longe daquele paraíso, pede a permissão dos deuses da terra para visitar a cidade. Durante a jornada, ele mergulha no mundo dos sonhos e enfrenta perigos. Tudo por Kadath. :)

a busca onirica kadath, hp lovecraft, pipoca musical

Não posso falar por todas as obras de HP Lovecraft, já que esta foi a primeira que li, mas observei certos elementos de terror apenas na primeira parte da história. Gostei demais dos seres inspirados em pesadelos do autor, que realmente dão aquele frio na barriga – uma consequência bem citada por quem lê as obras de Lovecraft. Muito da obra é fantasia e aventura.

A Busca Onírica por Kadath precisa ser lido com calma e atenção, para que você absorva o conteúdo. Não vou mentir: muita coisa ficou pra trás pela dificuldade de compreender a escrita, tão cheia de vírgulas e voltas. Se fica alguma recomendação, é a de que você deve ler o livro com calma e pelo maior tempo possível (ou seja, viagens de 15 minutos de ônibus não são recomendadas).

editora hedra, a busca onirica kadath, hp lovecraft, pipoca musical

Alguns elementos que achei bem interessantes (e eu meio que esperava depois de tudo que ouvi do autor) apareceram na narrativa e recapturaram minha atenção várias vezes, como luzes fantasmagóricas e esverdeadas em alguns cenários, personagens mestiços de deuses e homens, monstros, terrores e agonias que eu mesma jamais seria capaz de descrever.

Também curti bastante o conceito do Portão do Sono Profundo, que fica ao final de uma escada com quase mil degraus. Para atingir o reino dos sonhos, Carter precisa cruzar essa escada. E sempre que falamos de sonhos, hipnose e outras coisas assim, sabemos que há todo um caminho a ser percorrido, quase como uma forma de nos desligarmos do presente e entrarmos em contato com o nosso inconsciente. Uma abordagem criativa para falar a respeito do tema.

a busca onirica kadath, hp lovecraft, pipoca musical

No apêndice dessa edição da Hedra, tem uma carta de Lovecraft a Harry Otto Fisher pouco antes de falecer, e também o soneto “Noctétricos”, e os contos “A Chave de Prata”, “O Navio Branco”, “Celephaïs”, “Os Gatos de Ulthar” e “Os Outros Deuses”, que servem como complemento à história principal.

Talvez se eu os tivesse lido antes de ler Kadath, teria me debatido menos para compreender certas partes da história. Portanto, a lição do dia é: leia os contos antes, e a história principal depois. Se não funcionar, vocês me avisam.

a busca onirica kadath, hp lovecraft, pipoca musical

Vocês já leram algo do Lovecraft? Tem interesse em começar a ler? O que acham de trazer mais posts a respeito dele aqui no Pipoca Musical? Deixe seu comentário e até a próxima. ;)

Ficha Técnica

Título: A Busca Onírica por Kadath
Autor: HP Lovecraft
Ano: 2012 (original: 1927)
Editora: Hedra
Gênero: Fantasia
Páginas: 170
Compre: no site da editora
Skoob: adicione à estante

Comentar resposta para Diego Cancelar

Comentários

Comentários do Facebook

14 comentários via blog

  1. Diego comentou em

    Baaaaaaaaaaby :)

    Quero muuuuito começar a ler Lovecraft. Conheci ele num Animê que o Fernando estava vendo (era bem assustador, cheio de morte), mas pelo visto esses elementos nem estão super presentes no livro, né?

    Eu tenho muita curiosidade em ler, principalmente depois que tu me contou mais sobre ele pessoalmente, claro, tirando essas coisinha mais difíceis hahahaha x)

    Saudades de vir aqui na Pipoca <3
    Um beijo, Di :P

    1. Oi Diiih!

      Oh, NESSE livro em questão, tem mais aventura do que terror, mas os outros que tenho dele já dá pra ver pela sinopse que não é bem assim, hahaha. Ansiosa pra ver qualé. :D

      Volta sempre na Pipoca, beeeeeijo <3 <3 <3

  2. André comentou em

    Bela estante!! :)

  3. Caramba, fiquei com muita vontade de ler esse!

    Eu também sempre ficava com vontade de ler os livros do Lovecraft, por tanto que ele é referenciado e citado pelos outros, mas nunca sabia por onde começar. Ai então fui pela escolha mais clara, que é o Nas Montanhas da Loucura. Até porque o Guillermo Del Toro, um dos meus diretores favoritos, sempre fala desse livro, e até queria adaptá-lo pros cinemas. Então me arrisquei.

    Concordo que a leitura é bem difícil. O Nas Montanhas segue quase uma grafia de diário de bordo, e por isso é uma leitura bem densa, bem detalhada, e com poucos espaçamentos. Mas chega uma hora que em que você já está tão imerso na história tensa, e já meio acostumado com a escrita, que a leitura anda. E isso que eu já leio de forma bem lenta.

    Mas gostei demais, mesmo mesmo. Ainda mais porque o tema e a ambientação do livro me cativam bastante. E lendo a resenho do Kadath agora, também fiquei bem afoito pra ler, porque adoro o tema de sonhos e afins. Me culpo muito por ainda não ter lido Sandman. Mas logo logo corro atrás dessas leituras.

    E gostei muito dessas edições dos livros dele pela Hedra. Além das artes bem cativantes, tem bastantes extras. No Nas Montanhas, vem um prólogo que conta como foi o processo de escrita do livro, e como o Lovecraft sofria de uma forte depressão nesse período. É muito interessando, e agrega bastante pra leitura.

    Só lendo um livro do autor, acho que já posso me dizer fã dele. Não vejo a hora de ler todos os outros… :p

    1. Oi Nic,

      Adoro seus comentários, são sempre muito ricos. Obrigada por acompanhar sempre os posts. <3

      Agora, vamos lá. Nas Montanhas da Loucura eu tenho aqui também e quero encaixar na lista de leitura em breve. Curti muito as temáticas que ele aborda, e agora que tem o seu elogio, fico mais confortável para ler. O Kadath é muito legal, mas foi bem desafiador mesmo. Levei um bocado de tempo para ler, e reli várias partes, hahaha. Mas esse ambiente de sonhos é sensacional.

      As edições da Hedra ficaram muito respeitáveis, já dei uma fuçada no site deles e encontrei mais coisas legais,

      E SIM, leia Sandman! <3 <3

      Beijo!!!

  4. Ligia comentou em

    Andei nessa curiosidade com Lovecraft também, encontrei um conto dele na amazon e baixei, o “para além da barreira do sono”… Acho que, com o comentário do Nicolas, podemos encontrar um padrão na escrita dele haaha! Porque o conto, que é algo menor, também me deu certo trabalho na leitura! Eu fiquei com a sensação de que ele se coloca em um outro planeta, e se você não da toda atenção ao que está lendo, não consegue alcançá-lo hahaha! Mas também é muito interessante conhecer um dos pais do terror… Acho que já posso dar a oportunidade para um livro! Anotei a indicação! =D

    1. Oi Ligia,

      Pois é, ele te leva pra outro lugar, é bem esquisito, mas é uma experiência maneira também. Curti, vou dar sequência na leitura dos próximos que tão aqui na estante. :)

      Bjs <3

  5. Eu amo Lovecraft. Foi por causa dele que eu comecei a escrever sobre livros no blog. Acho a forma dificil com que ele trabalha os monstros muito motivadoras.
    Nunca li ‘A Busca’, mas já coloquei na lista pq FINALMENTE UMA CAPA BONITA PRO LOVECRAFT!

    1. HABEMUS CAPAS BONIIIITASSSS (eu já vi outras, são medonhas mesmo) <3

      Fiquei um bocado surpresa quando você comentou esses dias que o blog nasceu por causa de Lovecraft. Adoraria ler posts dele no seu blog. :)

      Beijão, queridona <3

  6. Guilherme Frodo comentou em

    Lovecraft, uhuuuu!

    Sério, Lovecraft é muito bom. A leitura dele é meio antiga e arrastada, mas é algo bem comum pra época que ele escrevia. O cara foi um gênio, que criou novos formas de contar horrores em uma época que apenas começava a vislumbrar as oportunidades do espaço sideral na ficção.

    Quando você lê um livro do Lovecraft, basta ter em mente o seguinte: Enquanto todo mundo naquela época achava que a terra era o centro do universo, as histórias de Lovecraft apresentam o ser humano como não mais que uma formiga diante dos mistérios e monstros (The Anciente Ones) que habitam o universo. Em várias histórias, inclusive, fica bem claro que a humanidade só teria se desenvolvido porque estamos em um momento de hibernação para esses seres horríveis. Quando eles acordarem, toda a humanidade estará condenada!

    Mas alguns livros dele são mais difíceis de ler do que outros. Nas Montanhas da Loucura, se não me engano, ele usa uma linguagem bem comum aos exploradores científicos da época, o que só contribui pra deixar mais difícil leitura. Uma boa pedida para quem quer ler Lovecraft é O Caso de Charles Dexter Ward. Outros dois são O Horror em Red Hook e A Cor que caiu do céu, ambos clássicos. Muito bom!

    1. MAS QUE COMENTÁRIO MAIS LEGAL <3

      Uah, vou anotar essas dicas todas para não me embananar durante a leitura. A Busca Onírica por Kadath é bem interessante, mas deu trabalho mesmo, hahaha. :D

      Obrigada mesmo pelas dicas, tenho esse do Charles Dexter por aqui, acredito que seja o próximo dele que vou ler.

      Bjs!

  7. A capa desse livro é linda! Eu sou louca para ler alguma coisa do Lovecraft. Tomara que ainda nesse semestre eu consiga ler algo dele.
    Adorei o post ♥

    1. Que bom que curtiu! Também acho a capa maravilhosa, como todas da coleção da Hedra ♥♥♥♥ Bjs!