The Rains of Castamere e suas versões em Game of Thrones

Curtir e compartilhar esse post:
facebook:
twitter:
google plus:
pinterest: pinterest

rains castamere book, as chuvas castamere no livro, capitulo arya, game of thrones

Os cantores tinham até feito uma canção bastante lúgubre sobre o assunto. Alguns anos mais tarde, quando Lorde Farman de Belcastro se tornou truculento, Lorde Tywin enviou um embaixador que levava um alaúde em vez de uma carta. Mas, depois de ouvir “As Chuvas de Castamere” ecoando em seu salão, Lorde Farman deixou de causar problemas. E se a canção não bastasse, os castelos destruídos dos Reyne e dos Tarbeck ainda estavam lá, como testemunhos mudos do destino que esperava aqueles que escolhiam escarnecer do poder de Rochedo Casterly.
(A Tormenta de Espadas, George R. R. Martin)

Eu estava querendo reativar a seção de música do Pipoca Musical, mas não sabia bem como. Tenho algumas bandas favoritas, mas não faço ideia de como analisá-las, já que são motivos muito particulares que as tornam boas para mim. Dessa forma, a seção de música ficou abandonada. E aí comecei a prestar mais atenção na música The Rains of Castamere e resolvi falar dela aqui.

A música mais famosa e arrepiante da série Game of Thrones (que, vale lembrar, na verdade se chama As Crônicas de Gelo e Fogo) virou sinônimo de treta nos episódios. Especialmente se for tocada em casamentos, significa morte na certa.

And who are you, the proud lord said,
that I must bow so low?
Only a cat of a different coat,
that’s all the truth I know.
In a coat of gold or a coat of red,
a lion still has claws,
And mine are long and sharp, my lord,
as long and sharp as yours.
And so he spoke, and so he spoke,
that lord of Castamere,
But now the rains weep o’er his hall,
with no one there to hear.
Yes now the rains weep o’er his hall,
and not a soul to hear.

A letra da música fala sobre a esmagadora vitória de Tywin Lannister sobre a Casa Reyne de Castamere (que era a Casa mais rica e poderosa de Westeros depois dos Lannisters), e sua destruição no final da rebelião cerca de quarenta anos antes do início da história que os livros contam. Ela serve como um lembrete do que os Lannisters são capazes e que destino aguarda aqueles que os enfrentam. Bom, a Cersei pode explicar:

Nos livros, a música é citada em A Tormenta de Espadas (que eu terminei de ler, aleluia irmãos!) e O Festim dos Corvos, mas na série ela já marca presença desde o episódio “The North Remembers” (S02xE01), quando Tyrion assobia o refrão ao entrar no Conselho pela primeira vez.

Depois ela aparece no episódio “Blackwater” (S02xE09), nos créditos finais do mesmo episódio. Essa é minha versão favorita, na voz de Matt Berninger, vocalista do The National. Ah, mas não posso me esquecer, antes disso, no mesmo episódio, Bronn bebe e canta com seus homens na Fortaleza Vermelha (vídeo abaixo) uma versão bem completa da música.

Seguindo a regra “essa música traz problemas” (e agora com alguns spoilers, talvez) no final da terceira temporada temos o Casamento Vermelho, no episódio “The Rains of Castamere” (S03xE09) que chocou muita, muita, muita gente e deixou claro que o autor não brinca em serviço. Se você não viu o episódio, não dê play. Mas a música está ali.

Catelyn não lhe respondeu. Em vez disso, foi atrás de Edwyn Frey. Os músicos na galeria tinham finalmente vestido tanto o rei como a rainha com o traje do dia de seu nome. Quase sem um momento de pausa, começaram a tocar um tipo muito diferente de canção. Ninguém cantou a letra, mas Catelyn reconhecia “As Chuvas de Castamere” quando a ouvia.

E no episódio “The Lion and the Rose” (S04xE02), no agora chamado Purple Wedding (me preocupa a possibilidade de faltarem cores para essas matanças), a banda islandesa Sigur Rós fez sua versão de “The Rains of Castamere”, mas o babaca do Joffrey nem deixou eles prosseguirem.

Foram servidos pavões na sua plumagem, assados inteiros e recheados de tâmaras, enquanto Collio chamava um tambor, fazia uma profunda reverência perante Lorde Tywin e se lançava em “As chuvas de Castamere”. (…) “Alaric de Eysen”, disse a Senhora Olenna Tyrell, apoiando-se na bengala e sem prestar mais atenção no anão encharcado de vinho do que a neta havia prestado, “tenho tanta esperança de que ele toque “As Chuvas de Castamere” para nós. Já se passou uma hora, esqueci-me da melodia.”

Bom, até agora foram estas as aparições da música na série da HBO. Como diz Stannis, “os casamentos tornaram-se mais perigosos do que as batalhas, ao que parece”.

Para quem quiser procurar nos livros, abaixo segue os capítulos em que a música é citada:

A Tormenta de Espadas, Capítulo 39, Arya.
A Tormenta de Espadas, Capítulo 19, Tyrion.
A Tormenta de Espadas, Capítulo 51, Catelyn.
A Tormenta de Espadas, Capítulo 60, Tyrion.
O Festim dos Corvos, Capítulo 10, Sansa.
O Festim dos Corvos, Capítulo 44, Jaime.

E estou gravando com a Caverna do Troll um FastCast toda semana para comentar os episódios da quarta temporada. Já falamos sobre Two Swords” (S04xE01) e The Lion and the Rose” (S04xE02).

Curtiram o post? Dêem sugestões do que vocês gostariam de ver na seção de música do Pipoca Musical. Penso que música e cinema ou música e literatura sejam boas combinações pra essa seção. E vocês?

Comentar resposta para Maria Faria Cancelar

Comentários

Comentários do Facebook

14 comentários via blog

  1. Bruna comentou em

    And whooooo are yooooou.. The proud loooord saaaid…
    Essa música fica na cabeça e é muuito sinistra! Eu adoro como ela e The Bear and Maiden Fair são trilha sonora de A Tormenta das Espadas :)

    Adorei o post também, Quel! Completo e lindo tanto para fãs da série quanto para fãs dos livros :D

    Beijos! <3

    1. Oi bonitaaa!

      Nem me fale, ainda estou cantando a música, hahahhaa.

      Que bom que curtiu o post \o/ Vou colocando mais coisas à medida que a música for aparecendo. XD

      Beijooo!

  2. Puri comentou em

    Tem uma parte da série também em que a cersei explica pra noiva do joffrey o q significa a música. Bem tenso tb.

  3. Música e literatura são uma ótima combinação. Se vejo uma citação de música que se refere a um livro, se gostar da música, sou capaz de ler o livro. E quando estou lendo e encontro citação de uma música, procuro ela para ouvir com certeza. Bjo!

    1. Obrigada pelo comentário, já sei que linha seguir agora xD Beijo!

  4. Quero gravar um vídeo para o Pausa cantando essa música. Quem sabe logo logo não sai? Só preciso criar coragem mesmo.

  5. Muito profundo mesmo essa análise e estudo sobre a série! deves ser muito fã mesmo! comecei agora a ver game os thrones por indicação de amigos e cada vez fico mais empolgada!

    1. É uma ótima série, uma das minhas favoritas sem dúvida. E os livros, meh… <3

  6. Vítor Hugo comentou em

    Jamais toquem esta música em um casamento cujo objetivo seja a felicidade dos noivos e de todos os convidados!
    A não ser é claro, que você os deteste. Daí, você mesmo entrega a versão original, o remix, a remasterização, o instrumental, até canta; tudo pra garantir que aconteça o esperado XD

    1. HAHAHHAHAHAHAH quanta maldade nesse coração! Hahahah, mas faz sentido mesmo. :P

  7. Isabela comentou em

    Essa música é realmente MUITO sinistra, hahaha! Adorei o post… Sobre a coluna de música, também tenho muita dificuldade em montar os posts, não sei o motivo, rsrs!

    Bjs flor!

    1. Sei que filmes e livros também vão do gosto de cada um, mas música é uma coisa muito particular. Minhas bandas favoritas tem melodias e letras que falam comigo porque falam daquele jeito, mas não consigo explicar. E tem outra: falo da banda, da música ou do álbum? HEAHEae, muitas questões.

      Beijos!